73º Dia Internacional dos Direitos Humanos é celebrado nesta sexta-feira (10)

10/12/2021

Por: Redação PN
O Dia Internacional dos Direitos Humanos, celebrado nesta sexta-feira (10), foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1948, durante Assembleia Geral realizada em Paris, na França.
 
Com o objetivo de defender a igualdade e a dignidade das pessoas, o Dia Internacional dos Direitos Humanos é um marco na história da sociedade. Esta data, além de trazer a tona reflexões sobre os direitos de todos na sociedade, garantiu, a partir de 1948, que todos na sociedade possuem direitos e que devem ser respeitados sem haver algum tipo de discriminação ou privilégios.
 
Os direitos humanos visam proteger os cidadãos de todo e qualquer tipo de crime, garantindo, assim, justiça e igualdade a todos, como direito à vida, liberdade de expressão, direitos sociais, direitos econômicos, à segurança social, saúde e educação.
 
A Declaração reconhece que "a dignidade é inerente à pessoa humana e é o fundamento da liberdade, da justiça e da paz no mundo". 
 
Para o advogado trabalhista, e militante na causa dos direitos humanos e sociais, Luiz Gomes, quando se trata dos direitos fundamentais, se fala sobre a evolução da própria humanidade. “A valorização social do trabalho, da dignidade humana, os direitos sociais, o advogado precisa estar absolutamente vinculado a esses sentimentos básicos da cidadania”, destacou Luiz Gomes.
 
Nos anos de 2003 a 2007, enquanto Conselheiro Federal da OAB pelo Rio Grande do Norte, Luiz Gomes foi secretário geral, e presidiu interinamente, a Comissão Nacional de Direitos Humanos do CFOAB. Nesse período realizou o Congresso Internacional dos Direitos Humanos, criou a Comissão do Combate ao Trabalho Escravo e abriu o processo de abertura dos arquivos da Guerrilha do Araguaia e dos documentos da Ditadura Militar. Luiz participou, também, do Fórum Social Mundial quando representante do Conselho Federal.
 
O Dia Internacional dos Direitos Humanos é um dia que provoca uma grande reflexão a respeito dos caminhos da humanidade. Todos na sociedade possuem seus direitos e devem ser estritamente respeitados.