“Bolsonaro e eu somos grandes amigos”, diz Trump

27/10/2021

Por: Otávio Albuquerque
Foto: dw.com

 

Após a leitura do relatório final da CPI da Covid, o qual apontou diversos crimes de Jair Bolsonaro na condução da crise suscitada pelo novo coronavírus no país, Donald Trump, ex-presidente dos Estados Unidos, publicou um manifesto de “endosso” ao mandatário brasileiro. O documento escrito pelo republicano foi divulgado na terça-feira.


Como justificativa para a publicação em apoio ao atual chefe do executivo federal, Donald Trump ressaltou a boa relação com Bolsonaro, além de enaltecer sua defesa irrevogável aos valores patrióticos. “O presidente Jair Bolsonaro e eu nos tornamos grandes amigos nos últimos anos. Ele luta muito e ama o povo do Brasil – assim como eu faço pelo povo dos Estados Unidos. O Brasil tem sorte de ter um homem como Jair Bolsonaro trabalhando para eles. Ele é um grande presidente e nunca decepcionará o povo de seu grande país!”, afirmou Trump.


Banido das redes sociais pela disseminação de fake news, Donald Trump utilizou o email para fazer a postagem em prol do amigo brasileiro. Os dois líderes se encontraram pessoalmente em quatro ocasiões, sendo duas visitas do presidente brasileiro aos EUA em 2019, em março e setembro, durante a Assembleia Geral da ONU, e uma vez no Japão, no mesmo ano, e em março de 2020, quando Bolsonaro foi à Flórida.


Além da reiterada amizade declarada por Trump, os dois gestores se caracterizaram por posturas ideológicas semelhantes, seja no que concerne ao patriotismo ou ao conservadorismo relacionado aos costumes. Ademais, a negação ao processo de vacinação e as denúncias sobre a veiculação de notícias falsas também são fatores de consonância entre eles.