"Sicoob dá as melhores taxas de retorno", diz Manuel Santa Rosa

01/02/2021

Por: Jessyanne Bezerra

 

 

Em entrevista concedida ao jornalista Pinto Jr. no programa Jornal Potiguar Notícias, o presidente do Sicoob/RN (Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil), Manuel Santa Rosa, para falar sobre como o cooperativismo pode ajudar na produção potiguar e sobre a expansão do Sicoob no estado.

Na mesma semana em que o Banco do Brasil anunciou um programa de reestruturação que inclui a demissão de 5 mil trabalhadores e o fechamento de 261 agências em todo o país, a cooperativa de crédito Sicoob reafirmou sua política de expansão que vai no sentido contrário do BB. O projeto no Rio Grande do Norte prevê já em fevereiro a inauguração de duas novas agências em Natal (Cidade Alta e Capim Maio) e a abertura da segunda agência em Parnamirim, na Avenida Brigadeiro Everaldo Breves, no Centro. “Nós tínhamos duas agencias e agora estamos com quatro, estamos expandindo para abrir mais duas e com o horizonte de ter mais duas agências em breve em Macaíba, São Gonçalo, mais uma em Natal e com a perspectiva de chegarmos a Ceará-Mirim” afirmou Manuel Santa Rosa e acrescentou “A perspectiva é de levar o cooperativismo para o interior. Então, onde os bancos estão saindo, estamos querendo chegar e convidar a comunidade para que trabalhe com as cooperativas e que os resultados gerados pelo sistema financeiro fiquem para a própria comunidade”.

Explicando um pouco mais da iniciativa cooperativista, o presidente do Sicoob declarou “a cooperativa só consegue se inserir se tiver preços competitivos. Preço que se diz é taxa de juros na hora de fazer um empréstimo, uma utilização de cheque especial, uma utilização de cartão e então quando se vai aplicar a Sicoob já dá as melhores taxas de retorno” e acrescentou: “Nessa perspectiva, já se tem um preço diferenciado, quando termina o processo, a cooperativa paga todas as contas e o excedente é dividido para a comunidade, ou seja, com quem gerou essa riqueza”.

Sobre o projeto de fortalecimento da produção potiguar junto ao governo estadual, com a AGN (Agência de Fomento do RN), o presidente do Sicoob afirmou “A minha ideia é que se a gente conseguisse reunir as prefeituras, a comunidade e o governo do estado para criar um núcleo de produção” e acrescentou “Para isso criaríamos uma Central de Distribuição. Nós podíamos está produzindo aqui, vendendo em um preço melhor e entregando para as pessoas fazerem uma pronta entrega para atender a demanda do Rio Grande do Norte e, quem sabe, competir com Ceará e Pernambuco”.

Sobre o uso de energia sustentável, Manuel Santa Rosa declarou "A nossa ideia, e serve para as autoridades incorporarem, é que pudessemos construir parque de energia solar. Nessa ideia, era para que fosse possível desenvolver uma tecnologia em que não precisasse ter o conversor individualizado e no trabalho coletivo, a gente pudesse estar tendo energia com essa economia sem precisar ter o conversor para cada unidade".

Para saber mais acesso o link da entrevista:https://youtu.be/xevtQsXPbSM