QUINTA DE ALCUBE, Serra da Arrábida…

31/10/2020

Por: LILIANA BORGES
QUINTA DE ALCUBE, Serra da Arrábida…
 
 
Quintas são propriedades rurais de grandes dimensões em Portugal, podem ser vinícolas com vinhedos que na sua maioria denominam o seu produto, com seus símbolos representados nos rótulos de suas garrafas. Este país é reconhecido como excelente produtor de vinhos em escala mundial. Entretanto, existem inúmeros pequenos empreendimentos que não se preocupam em exportar e nem muito menos fazer publicidade, o importante é apenas a qualidade de seu vinho, culturalmente por aqui é assim…
 
A Quinta de Alcube é um negócio da Família Serra em menor proporção que as conhecidas vinícolas da região, mas não deixa nada a desejar. Seu objetivo é produzir vinho com baixa quantidade e alta qualidade. É uma das vinícolas que não exportam e não fazem propagandas, mas está inclusa na Rota de Vinhos da Península de Setúbal. 
 
Vendem para os restaurantes, bares e cafeterias da região; estes oferecem como vinho da casa e quando as pessoas gostam vão lá buscar. Cabe ressaltar que o tempo que lá estive, não parava de chegar gente para comprar, como também, turistas a visitar. A propaganda é de “boca a boca”, impressionante!
 
A propriedade possui 200 hectares e está inserida no Parque Natural da Serra da Arrábida, entre a esta Serra e a do Ouro, porém suas vinhas estão em 26 hectares com o cuidado e respeito ao equilíbrio do ecossistema. “Temos um lado que colocamos a mão humana e noutro onde está a natureza selvagem como ela é.”. Dito por Carolina Inês que tivemos a honra de uma visita guiada, expert da matéria e, ainda, o especial atendimento de Vera Coelho.
 
A região tem 7000 anos de vida agrícola, cada vez que cavavam para o plantio encontravam um artefacto na altura do neolítico e paleolítico, este eram caçadores e o primeiro ficou mais sedentário, fixando-se a terra. Esta região tinha tudo, a linha do oceano nas proximidades favorecendo a pesca, terras férteis, como também, havia carne em abundância e matéria-prima para construir suas habitações e fazer seus utensílios.
 
A Faculdade de Arqueologia nomeou todos os objetos e a de Belas Artes recriou o cenário como deveria ser à época. Deixaram apenas alguns porque passaram a pertencer ao Estado.  Um dos mais preciosos que lá está é uma missanga de um fio (colar), pois é muito raro de encontrar nas escavações devido ao seu tamanho que é uma peça muito pequena e normalmente se dissolve com o tempo.
 
Mais adiante, uma construção mais recente é o solar da família que nos reporta ao Século XIV que pertenciam aos Távoras, arqui-inimigos do Marquês de Pombal, na ocasião mandou decapitar todas as famílias da nobreza inimiga por esta zona. Na parte inferior da casa há uma arcada que no seu interior eram os banhos romanos, foram encontrados tipos de azulejos raríssimos que alguns existem apenas na região de Coimbra. Atualmente são as caves onde a família preserva seu vinho particular.
 
O nome Alcube deriva do árabe e quer dizer cuba grande, como também, pode está relacionado aos registros encontrados de um Castelo que está a cerca da propriedade, onde o Senhor que lá habitava chamava “Eacube”, sua pretensão era conquistar o Castelo de Palmela e de Sesimbra, ficando na região como ponto estratégico para se apoderar dos territórios.
 
Continuando a nossa visita chegamos a adega e nos deparamos com cubas de inox de diferentes tamanhos para diversificados blends que a mistura de vários tipos de uvas e elementos que se complementam, atribuindo agradáveis sabores. Como falou nossa guia: “Fazer arte, ou seja, fazer vinho é também um pouco de fazer arte, é mexer com criatividade”
 
Ainda, há uma interessantíssima exposição de utensílios e equipamentos que utilizavam para o cultivo das vinhas e a produção do vinho. Por fim, chegamos a bela sala de eventos, decorada em harmonia com a natureza e, em seguida, a deliciosa prova de vinhos. Cabe destacar que seus vinhos foram por diversas vezes premiados, dentre eles no Concours Mondial de Bruxelles em 2018, obteve A Medalha de Ouro para Quinta de Alcube Syrah 2015, Vinho Regional.
 
A Quinta de Albube está localizada na Península de Setúbal, especificamente situada em Azeitão, cerca de 41 km de Lisboa. Está região dispõe de excelentes condições naturais para o cultivo da uva favorecendo seus preciosos vinhos. Ademais o enoturismo é muito forte na localidade, surpreendendo quem a conhece. Além de tudo isto, proporciona várias atividades em harmonia com a natureza, inclusive os desportos.
 
Tudo neste velho continente nos reporta a uma bela história! 
 
Cantos, Recantos e Encantos nesta Nação Portuguesa…
 
Vale Muito Conhecer…