Michelle Ferret: "Sem livros, o mundo seria triste e vazio”

29/10/2020

Por: Elias Bernardo
Foto: Papo Cultura

 

 

 

Hoje é celebrado o Dia Nacional do Livro, data que marca os 210 anos em comemoração à primeira biblioteca brasileira, Real Biblioteca, fundada no Rio de Janeiro, mais conhecida como Biblioteca Nacional.

De acordo com especialistas as pessoas leem pelo prazer da leitura, estudo e pela necessidade de se informar. Neste tempos de pandemia, de acordo com o Sindicato Nacional dos Editores de Livros, o Brasil apresentou queda de 4,09% na venda de livros no 1º trimestre deste ano em comparação ao mesmo período de 2019.

Sobre o assunto, a escritora Michelle Ferret, aponta que os benefícios da leitura são infinitos. Ela diz que ler é conseguir acessar o que existe mais profundo na vida, é conhecer histórias, seres e assim ter a possibilidade de conhecer a si mesmo. 

"A literatura é o lugar onde a vida é possível. Escolher ser escritora nesse mundo, foi muito além de uma escolha, é a minha forma de estar viva, de dizer que existo" relata.

A Escritora acredita que a leitura abre os horizontes, assim como escreveu o poeta que mais admira, Manoel de Barros, é “esticar horizontes”, é ter a possibilidade de acessar o mundo de uma maneira mais digna e mais bonita. 

"Sem leitura, sem livros, sem literatura, o mundo seria muito triste e vazio. Ela é quem faz com que as histórias sejam reconhecidas, lidas e que possibilita a permanência das histórias, mesmo depois que tudo vai embora" enfatiza Michelle.

Em homenagem a este dia e para incentivar o hábito que nos possibilita absorver conhecimento, entre outros benefícios, leia e reflita no poema Libre de Michelle Ferret.

 

Libre

Ler é ter liberdade de existir como a gente quiser

É viver entre as letras

Personagens, sonhos, flores

É andar no sol

Ser passarinho, a asa dele

Existir entre as frestas das janelas

Amanhecidas

Ser paisagem, carta, coração

Palavrinhas estendidas no varal

Da casa, de dentro, no chão

Onde estão deitadas as sementes

Que irão brotar

Mais tarde

Agora

Em nossas vidas.