Jovem potiguar fica famoso na Internet com conteúdos sobre inclusão

01/09/2020


 
“Empoderado, alegre e dono de si”, é assim que um jovem potiguar Ivan Baronde 22 anos, conquistou milhares de seguidores nas redes sociais com um conteúdo leve e educativo sobre temas ligados à inclusão e acessibilidade. Com mais de 70 mil seguidores no Tik Tok e de 38 mil no Instagram, ele é conhecido como “o influenciador da inclusa~o”, título que já o levou a ministrar palestras em algumas instituições - o quê durante a pandemia tem ocorrido de forma virtual.
 
Ivan tem paralisia cerebral, sequela de uma meningite viral acometida em 1998 quando tinha apenas 3 anos de idade, mas essa condição nunca lhe impediu de viver, ser feliz e lutar por seus objetivos. Exemplo disso, foi quando resolveu desbravar o mundo das redes sociais ainda que de forma despretensiosa para compartilhar o seu dia-a-dia e falar sobre o universo da inclusão, tema pouco explorado na mídia apesar de 24% da população brasileira ter algum tipo de deficiência, são cerca de 45 mil pessoas no Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde.
 
“Comecei em 2018 postando algumas fotos minhas e mostrar que uma pessoa com deficiência pode e deve ocupar as redes sociais. Essas postagens eram esporádicas e não tinham bem um foco, mas com o tempo percebi que a inclusão não era um tema tão discutido na Internet e eu queria preencher essa lacuna para ajudar e orientar outras pessoas”, conta Baron.  
 
Além dos vídeos com informações e conteúdos inteligentes, Ivan vai além e faz questão de mostrar que é um jovem como qualquer outro. Ele curte moda e tá sempre ligado nas tendências. Adora ouvir funk, pop, gosta de balada, maratonar séries na Netflix e já fez até rappel. E claro, gosta de estudar, cursa o último semestre do curso de Pedagogia.
 
“Defino a palavra representatividade como essencial. Sem ela não teria o espaço que tenho hoje nas redes sociais. E, é através dela que muitas pessoas se sentem como parte do mundo, principalmente ao saber que existem pessoas com narrativas e aspectos semelhantes aos seus”, enfatiza.
 
Ivan Baron faz questão de dizer que não busca a autopromoção, que a fama que vem conquistando tem um propósito: levar conhecimento. “Ainda tem uma galera desinformada sobre as pessoas com deficiência. Nosso movimento é muito estigmatizado e visto com conservadorismo por alguns. É preciso um papo descontraído, leve e didático para desconstruir tantos preconceitos. Acredito que utilizar as redes sociais para isso seja uma missão”, completa.  
 
Estatuto da Pessoa com Deficiência
 
Instituída em 2015, a Lei Brasileira de Inclusão (LBI) ou Estatuto da Pessoa com Deficiência como é mais conhecida, completou 5 anos em 2020 sendo considerado um marco na garantia de direito fundamentais dessa população, visando a igualdade, a inclusão social e a cidadania.
 
A lei conceitua a pessoa com deficiência aquela que tem “impedimento de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, o qual, em interação com uma ou mais barreiras, pode obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas”. 
 
Segundo o Estatuto, a acessibilidade se configura como “a possibilidade e condição de alcance para utilização, com segurança e autonomia, de espaços [...]  bem como de serviços e instalações abertas ao público de uso público ou privados, de uso coletivo,[...] por pessoa com deficiência ou com mobilidade reduzida”. O tema abarca ainda o direito à informação e comunicação incluindo “sistemas e tecnologias”.
 
Serviço
 
Tik tok: http://tiktok.com/@ivanvbaron
 
Instagram: http://instagram.com/ivanbaronn