Sebrae/RN atinge a marca de 100 mil atendimentos em todo o estado

14/07/2020


Foto: Agência Sebrae / Zeca Melo: otimismo e esperança na retomada das atividades
 
Mesmo com o primeiro semestre sendo marcado pela pandemia do coronavírus (Covid-19), que impôs o distanciamento físico entre as pessoas e determinou limites ao funcionamento de empresas e instituições, o Sebrae no Rio Grande do Norte atingiu uma marca importante, que traduz o nível do suporte dado aos empreendedores e empresários potiguares num dos momentos mais delicados da economia.
 
A instituição registrou 100 mil atendimentos em todo o estado,  desde janeiro até os 10 primeiros dias de julho. Os atendimentos presencias foram retomados somente no início deste mês e com algumas restrições. A maior parte foi realizada de forma virtual no primeiro semestre.  No mesmo período do ano passado, quando não havia medidas de isolamento, os atendimentos somaram 120,4 mil. 
 
Um dos dados mais significativos diz respeito ao atendimento às empresas. O número de pessoas jurídicas atendidas no período é o maior dos últimos três anos. Foram 27,7 mil empresas atendidas enquanto no ano passado foram 27,6 mil e em 2018 24,5 mil empresas atendidas. Nesse intervalo do ano foram realizadas 1.120 consultorias. O chat "Fale com o Especialista", cujo atendimento online é personalizado, registrou 2.141 acessos, convertidos em atendimentos. Já as ações do Sebraetec Design chegaram a 1.077 empreendimentos.
 
As capacitações à distância e conteúdos disponíveis também chegaram a 16,8 mil emprendedores. As lives realizadas pelo Sebrae alcançaram um público de 74,8 mil pessoas, além dos acessos as páginas criadas especificamente para o momento de pandemia. As visitações ultrapassaram a marca dos 120 mil acessos. O Programa de Bioprevenção, que repassa protocolos e práticas de prevenção sanitária, saúde e higiene, também alcançou um número expressivo de atendimentos: quase 2,1 mil empresas atendidas.
 
O diretor superintendente do Sebrae-RN, José Ferreira de Melo Neto, afirma que o atingimento da marca de 100 mil atendimentos pela instituição é reflexo de um trabalho feito com muita seriedade e empenho por toda a equipe, que não mediu esforços mesmo diante de uma pandemia, que provocou uma crise sanitária e econômica sem precedentes. “Desde março, quando passamos a trabalhar em home office, temos ultrapassado os resultados em relação ao ano anterior”, lembra Melo.
 
Digital
 
A transformação digital que o Sebrae no Rio Grande do Norte vem implementando, especialmente nos últimos dois anos, certamente teve reflexos positivos neste desempenho e seus resultados. Além da modernização do portal com a introdução de novas landing pages, as conhecidas páginas de conversão, o Sebrae-RN lançou conteúdos arrojados nas áreas de crédito, agronegócio e o Sebraetec digital, que foi a grande cartada para atender à clientela àvida de apoio nesse novo cenário virtual. Uma campanha de Bioprevenção despertou o interesse dos empresários e empreendedores, provocando 35 mil acessos ao conteúdo específico, que disponibiliza dicas e orientação sobre prevenção e segurança sanitária.
 
Além dos clientes que eram tradicionalmente atendidos na sede, em Natal, e escritórios regionais do Sebrae no estado, cerca de 30 mil novas empresas buscaram no portal do Sebrae e nas ferramentas digitais disponíveis, as orientações e soluções para os seus desafios. O acesso às plataformas como facebook, instagram e canal do Youtube levou mais de 75 mil pessoas a participarem das lives realizadas pelo Sebrae sobre os mais diversos temas e segmentos econômicos.
 
“Nós continuamos otimistas e com esperança na retomada plena das atividades empresariais do nosso estado, sobretudo nos segmentos do turismo, academias e da economia criativa, que foram fortemente afetados pela crise. Mas reitero que quem chegou até aqui, deve ser considerado um vencedor”, comemora Zeca Melo, lembrando que o maior desafio é fortalecer as microempresas e empresas de pequeno porte, que são a grande fonte geradora de emprego e renda para o país.