Bloco feminista Alô Frida amplia a programação carnavalesca em Mossoró

23/01/2020


 
Desde 2015 o carnaval de Mossoró conta com a irreverência do bloco Alô Frida. Sem fins lucrativos e organizado por mulheres feministas homenageando a artista e ativista mexicana Frida Kahlo, o bloco busca visibilizar as pautas do movimento feminista e proporcionar uma folia popular sem machismo, racismo e lgbtfobia. O bloco sairá do Café Artesanato da Praça de Convivência no dia 20/02. E ao longo do mês terá programações de prévias em bairros populares.
 
O bloco já virou tradição na cidade. No ano passado, mais de 1 mil pessoas caíram na folia do Alô Frida. O público é diverso. Jovens, adultos, crianças, homens e mulheres: “a prioridade é que todo mundo possa se divertir em um clima de respeito e solidariedade. Para este ano é esperado um público de 2 mil pessoas” diz Andréa Souza, uma das organizadoras.
 
Além de percorrer o corredor cultural com a troça Pode Intéfor, finalizando com o show de Aline e Dayvid na Praça de Convivência no dia 20/02, o bloco terá uma programação prévia intensa. O lançamento do Alô Frida 2020 será com um aulão de Rit box e Fit Dance, no domingo 26/01, a partir das 17h na Praça dos Patins, na Avenida Rio Branco. 
 
No dia 07/02, a partir das 17h, as Fridas estarão no bairro Dom Jaime Câmara junto ao Grupo Mulheres em Ação com feira e banda Bakulejo. No domingo, 09/02, é a vez da prévia na Lagoa do Mato: A Frida desperta o Sapo, fazendo referência ao bloco Sapo da Lagoa com concurso de urso, show do Forró Azunhado e Banda Bakulejo. No dia 15/02 a Frida estará junto com o bloco Carna6 do Santo Antônio. E ainda no domingo, 16/02, haverá um ensaio aberto com a banda Pode Intéfor às 17h no Memorial da Resistência, na Rio Branco.
 
Neste ano, o Alô Frida conta com o apoio do Centro Feminista 8 de Março; Casa 9 construtora; Mandato Popular Isolda Dantas e WR Industrial. As e os foliões podem comprar as camisetas do bloco para contribuir nos custos dos eventos. No entanto, todas as atividades do Alô Frida serão gratuitas e abertas ao público.