MPRN investiga desvio de recursos e fraude em licitação na Câmara de Itajá

11/12/2019

Por: Redação PN
Foto: Reprodução
O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) iniciou uma operação que investiga crimes de desvio de recursos públicos e fraude em licitação pública na Câmara Municipal de Itajá, no interior do RN na manhã desta quarta-feira (11). A ação cumpriu três mandados de busca e apreensão na cidade e também em Apodi, no Oeste potiguar.
 
Foram apreendidos documentos, computadores, aparelhos de telefone celular e mídias eletrônicas que serão periciados pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).
 
Chamada de operação Comendador, a investigação foi comandada pela Promotoria de Justiça de Ipaguaçu, no Oeste do RN, com o apoio do Gaeco do Ministério Público do RN. Promotores de Justiça, servidores do MPRN e policiais militares participaram da operação.
 
De acordo com as investigações do MPRN, dois homens são suspeitos de fraudar uma licitação para confecção de placas para homenagear cidadãos itajaenses em benefício de uma empresa que não trabalha com esse tipo de produto. O Ministério Público aponta que há indícios superfaturamento na licitação.