Em audiência, Isolda garante luta por políticas públicas para população LGBT

05/07/2019


 
O mandato popular da Deputada Isolda, em parceria com o deputado Francisco do PT, realizou nesta quinta-feira (04), no auditório da Assembleia Legislativa, a audiência pública : “Orgulho de ser quem somos: construindo cidadania e políticas públicas para população LGBTI”. 
 
A audiência foi proposta para dialogar com as entidades organizadas e a população LGBTI acerca da perspectiva de construir políticas públicas: “Nós protocolamos o Projeto de Lei de criação do Conselho Estadual de Direitos LGBTI para que possamos contribuir na implementação de políticas que alcancem essa população”, afirmou a deputada. 
 
Com muita cor, diversidade e energia, a audiência contou com a presença além da coordenadora de diversidade da SEMJIDH, Janaína Lima; diretor Lgbt da União Nacional dos Estudantes (UNE) Nilson Florentino; a presidente da Atrevida/RN, Jacqueline Brasil; militantes da Marcha Mundial das Mulheres, Brisa Bracchi; da Liga Brasileira de Lésbicas (LBL), Shimene Scheid; da Atransparência, Nathan Phelipe e do coletivo Dêbandeira, Joriana Pontes. 
 
Nilson Florentino ressaltou a importância de fazer um balanço dos avanços para população lgbt: “A lgbtfobia  se apresenta de maneira muito cruel. O debate acerca da questão da cidadania LGBT é recente. Nos últimos 13 anos nos governos Lula e Dilma conseguimos avançar minimamente mas a luta continua”.
 
Neste mesmo sentido de avaliação dos Governos petistas, o estudante João Lucas da União Estadual de Estudantes relembrou que foi no Governo Dilma que pessoas Lgbt tiveram direito ao nome social, e completou: “Aqui no RN temos um governo comprometido com as nossas lutas. Na contra-mão do Governo Federal, temos um governo em que meninos e meninas serão o que quiserem”.
 
Presente no evento a presidenta da ONG a Atransparência , Rebecka de França, comemorou a retificação da sua certidão de nascimento e da sua companheira de movimento Hadylla de Oliver emocionando os presentes. 
 
Para as mulheres da Liga Brasileira de Lésbicas na pessoa de Shimene Scheid, este é um momento importante que abre o diálogo com o Estado e com os mandatos: “Temos orgulho de dizer que somos LGBT. Queremos voltar a militar com o movimento lgbt no RN, e acreditamos que o governo irá dar seguimento às nossas políticas por isso viemos para esse momento tão importante”. 
 
Provocada pelos movimentos, a deputada assumiu o compromisso de desbravar o projeto de Transcidadania Estadual na Assembleia Legislativa. 
 
Ao final da audiência, Isolda relembrou a importância de protocolar o projeto de Lei que cria o Conselho LGBT mas ressalvou: “Temos que buscar orçamento e instrumentos que contribuam para avançarmos nesta disputa da sociedade que cada vez se torna mais conservadora. Vida longa aos que lutam, vida longa aos que acreditam numa sociedade igual e colorida”, e finalizou.