Urologista Maryo Kempes: "O câncer de próstata é o segundo que mais mata homens"

27/09/2016

Por: José Pinto Junior
Foto: Tiago Rebolo
O câncer de próstata é hoje uma das doenças que mais assusta os homens, não?
 
É uma doença comum na terceira idade. Um homem idoso tem tendência a ter o câncer de próstata. Mas, quando acomete aos homens mais jovens, aí sim, temos que ter mais atenção, se não houver identificação e tratamento pode levar á morte. Mas, na população mais velhas, é uma doença comum. 96% da população masculina acima de 96 anos tem câncer de próstata
 
Isso em todas as partes do mundo?
 
Sim, em todas as partes do mundo, é uma doença comum do envelhecimento masculino. Mas, há diversos tipos, há particularidades, evoluções diferentes daí a necessidade de todos os homens procurarem urologista para avaliar a situação de cada um. Não pode descuidar.
 
Quanto mais cedo maior a chance de tratamento e cura, não é verdade?
 
Assim como o câncer mamário, o câncer de próstata não dá sintomas, inclusive ele dá menos sintomas que o de mama. O câncer de próstata é o mais comum entre a população masculina e é o segundo que mais mata, só atrás do câncer de pulmão. Há um estudo de 2015 com dados que mostram que em números gerais, as mortes por câncer de próstata superaram as mortes por câncer de mama.
 
noonno
 
É necessário que o homem procure espontaneamente um urologista para fazer um rastreamento do câncer de próstata. Recomenda-se que a partir dos 45 para quem tem histórico da doença na família e homens de cor negra e a partir dos 50 para homens que não tem histórico. Feita avaliação através do toque retal ou em outros casos necessários a biópsia de próstata, identifica-se se há o câncer e qual a gravidade. Não se deve esperar sentir alguma coisa para procurar o urologista, porque não vai sentir. E o toque retal é rápido, indolor e nenhum homem precisa ter medo de faze-lo"