Empresário diz que "não acredito em crise e sim em dificuldades a resolver"

16/06/2016

Por: Cefas Carvalho e Tiago Rebolo
Foto: Cefas Carvalho
Diretor da Elite Imobiliária, o corretor de imóveis e empresário Karlo Alves foi um dos entrevistados da semana no programa Na Redação do PN, parceria do Potiguar Notícias com a rádio 87 FM Parnamirim. Em bate-papo com os repórteres Cefas Carvalho e Tiago Rebolo, o empreendedor falou sobre o segmento imobiliário, economia e perspectivas para o mercado, que vive dificuldades.
 
Segundo Karlo, crise acontece com quem acredita nela. “Eu não acredito em crise, e sim em dificuldades as quais são possíveis superar", opinou. Otimista, Karlo assinala que os problemas atuais pouco afetaram o seu negócio. "Estamos em expansão, com parcerias em empreendimentos na Paraíba e no Ceará", comemorou.
 
Ele registra que, em Parnamirim, atualmente vem trabalhando em empreendimentos como o Residencial Lustosa, com 2.500 unidades em Santa Teresa (perto do CT do América) e o Alameda dos Jardins, que consiste em 2.200 residências entre Santa Júlia e Santa Cecília.
 
Sobre o momento de dificuldades, o empresário diz que o mercado sofreu queda devido à inadimplência e à superoferta de empreendimentos. "Foram vendidos muitos imóveis para quem não tinha condições mínimas de pagar, no estilo de comercialização ‘vender por vender’", lamenta.
 
No que diz respeito à oferta de unidades habitacionais, Karlo assinala que muitas imobiliárias e construtoras estão com um alto estoque de empreendimentos – o que ocasiona uma queda natural dos preços, em virtude da lei da oferta e da procura, prejudicando o faturamento das empresas.
 
Karlo defende também que o Poder Público invista mais em infraestrutura de maneira a melhorar a qualidade de vida de pessoas que moram em novos empreeendimentos. "Parnamirim é o polo da construção civil hoje, e é necessário maior investimento em saneamento, drenagem e pavimentação por parte da Prefeitura nos bairros mais recentes". 
 
Este fator, inclusive, é preponderante na escolha pela aplicação de investimentos por parte das empresas. Segundo Karlo, um empresário pensa duas vezes na hora de escolher determinada região que não detém infraestrutura suficiente.