Profissionais criticam a "empurroterapia" nas farmácias

14/05/2015

Por: Tiago Rebolo
Foto: Elaine Cristina, presidente do Sinfarn - Tiago Rebolo/Divulgação
O Brasil é, atualmente, o quarto país do mundo que mais consome remédios do mundo, assim como é, também, recordista quando o assunto é intoxicação por medicamentos. Prova disso é que, a cada hora, três intoxicações são registradas. Segundo a presidente do Sindicato dos Farmacêuticos, Elaine Cristina, uma das causas que levam a esse índice é o atual modelo de farmácias que vigora no país. “Hoje, nas farmácias, é a ‘empurroterapia’ que impera”, afirma Elaine.
 
De acordo com a presidente do Sinfarn, há uma lei já em vigor que obriga a presença 24h por dia de um farmacêutico nas drogarias espalhadas por todo o país. “Isso tende a minimizar o uso sem critério de qualquer medicamento. Às vezes, certas enfermidades nem precisam de tratamento farmacológico. É preciso ter cuidado”, disse.
 
Elaine ainda lembrou que o Sindicato está finalizando a elaboração de uma cartilha educativa sobre o uso de medicamentos, chamando a atenção para itens como armazenamento correto e administração dos remédios.
 
Esses e outros assuntos você confere na entrevista exclusiva com Elaine Cristina ao Conexão Potiguar. O programa vai ao ar na próxima sexta-feira (15), às 7h da manhã, na BAND Natal.