“A política de Cláudio Santos é tirar de quem tem menos e dar a quem tem mais”

14/05/2015

Por: Tiago Rebolo
Foto: O presidente do Sindicato dos Servidores da Justiça, Bernardo Fonseca, em entrevista ao Conexão Potiguar; e o desembargador Cláudio Santos, presidente do TJRN - Tiago Rebolo/Divulgação
Em greve há quase dois meses, os servidores da justiça continuam reivindicando direitos em uma negociação complexa com o Tribunal de Justiça, que é presidido pelo desembargador Cláudio Santos.
 
Segundo o coordenador-geral do Sindicato que representa a categoria, Bernardo Fonseca, enquanto os juízes, “que tem altos salários”, recebem gratificação de auxílio moradia e outras vantagens, os servidores não tem aumento há cinco anos e ainda correm o risco de ficar sem gratificações e outros benefícios.
 
“Tirar de quem tem menos, que são os servidores, e dar a quem tem mais, que são os juízes: esta é a política do desembargador Cláudio Santos”, afirmou Bernardo, ao se referir ao presidente do TJ.
 
A entrevista completa com Bernardo Fonseca no Conexão Potiguar vai ao ar na próxima sexta-feira (15), às 7h da manhã, na BAND Natal.