Robinson pede estudo sobre redução do ICMS para combustível de avião

17/01/2015


Foto: Assessoria - Governo do Estado

O governador Robinson Faria solicitou à Secretaria de Tributação estudos sobre a possibilidade do governo aplicar a redução do ICMS sobre o combustível de aviação. A intenção de reduzir os preços das passagens aéreas com a queda do imposto vem sendo debatida por Robinson desde a campanha e ontem foi um dos assuntos discutidos com o superintendente da CVC, Valter Patriani.

Em Natal, a convite do secretário de Turismo, Ruy Gaspar, Patriani conversou com o governador ainda sobre a possibilidade de retomada de voos fretados para a capital do Rio Grande do Norte, que perdeu 11% na procura nacional entre 2013 e 2014, tendo deixado o Estado de arrecadar cerca de R$ 80 milhões.

Mesmo assim, como destino turístico, o estado ainda é o terceiro mais procurado do Nordeste, perdendo somente para Porto Seguro, na Bahia, e Fortaleza, no Ceará, mas já sendo alcançado por Maceió, a capital alagoana. Em 2012, o estado era o segundo entre as cidades mais procuradas pela CVC.

“Ninguém mais fala no Rio Grande do Norte”, exagerou Valter Patriani, para justificar que o Estado precisa investir em promoção. “Há algum tempo não são feitas campanhas institucionais, não se investe na imagem. Isso tem sido o maior problema na nossa visão”, disse o superintendente da companhia de turismo.

“Nos últimos anos, o estado cometeu equívocos com relação à redução do imposto sobre o querosene de aviação. Ou seja, as companhias abastecem apenas 20% aqui e vão a outros estados complementar o tanque. Na prática, o impacto da redução da alíquota será positivo porque ganharemos em cima do volume de comercialização do produto e isso nos tornará competitivos. Estamos trabalhando para resolver isso o mais rápido possível”, disse o governador, que quer se reunir com as companhias aéreas até o final de fevereiro para tratar da captação de voos para o Estado.