Sadi Ritzel: "O governo precisa agilizar a bilhetagem eletrônica"

30/06/2014

Por: Pinto Junior

O empresário e presidente da Astomp (ASSOCIACAO DOS TRANSPORTES OPCIONAIS DE MEDIO PORTE DE PARNAMIRIM), que reúne o transporte intermunicipal, em papo rápido com o jornalista Pinto Junior.

A Copa trouxe algum impacto para o segmento do transporte intermunicipal?
Não muito. Apenas as escolas e empresas deram férias e diminuiu a demanda. Sempre no período de férias cai o público, com a Copa a queda foi mais acentuada.

Em Natal, houve greve. Os intermunicipais cogitam paralisação?
De jeito nenhum. Sempre atendemos a população. Nossos problemas, procuramos resolvê-los antes de atingir a comunidade que é para quem trabalha- mos. Queremos continuar atendendo cada vez mais e melhor.

Os dias de jogo tem grande impacto no transporte?
As empresas resolvem fazer meio expediente. Então ocorre uma certa queda. Mas nada extraordinário.

Como está o debate da bilhetagem eletrônica?
Neste ponto nós avançamos, mas há gargalos. O Governo do Estado precisa agir para que a bilhetagem seja universalizada.

O fechamento do Aeroporto de Parnamirim  prejudicou os associado da Astomp?
Diretamente não. A Trampolim é quem tinha linha para o Aeroporto Augusto Severo. Prejudica na medida que prejudicou a economia local.

Fonte: Potiguar Notícias