Papo rápido com Fátima Cardoso

11/04/2013

Por: Potiguar Notícias

 

Professora, porque o SINTE-RN,  promoverá a Marcha em Defesa da Educação?
No dia 24 de abril, os professores, alunos e trabalhadores em geral da educação estadual do Rio Grande do Norte se reunirá na Praça Gentil Ferreira para fazer a Marcha em defesa da Educação. Vamos chamar a atenção da sociedade e dos políticos acerca da necessidade de melhorar nossas escolas.
 
Qual a principal reinvindicação?
Queremos que o Governo do Estado chame os professores concursados, pois está faltando professores em sala de aula e por isto mesmo foi feito o concurso. Queremos que acabe o revezamento, pois duas horas de aula é insuficiente para o aprendizado. As escolas estão abandonadas e precisam de reforma.
 
Quando se faz greve o aluno é o primeiro prejudicado, como se fazer um movimento que não os prejudique?
Não queremos fazer greve. Só fazemos quando o governo é muito insensível. Há vários interesses dos professores que são também dos alunos, por exemplo: todos queremos que as salas de aula tenha ar condicionado, todos queremos que as escolas sejam cuidadas, reformadas, todos queremos os professores cada vez mais qualificados. Estes e outros temas juntam os interesses dos alunos, dos professores e da sociedade.
 
Então a luta não é apenas por aumento de salário?
Não somente. Lutamos por um bom plano de carreira, mas nossa marcha e nossa luta é por uma educação de qualidade, para construirmos uma sociedade melhor.