Cefas Carvalho

16/09/2020
 
Política eleitoral é a vacina contra o Covid-19
 
 
 - Você viu, rapaz - comentou o senhor com um riso debochado na fila da padaria - descobriram a cura, a vacina contra o Covid-19?
 
 - E foi?  - assustou-se o rapaz atrás dele na fila, arragalando os olhos.
 
 - Deve ter sido. Porque nas convenções e encontros partidários, principalmente no interior, o que mais se viu é gente se abraçando, apertando as mãos, sorrindo sem máscara... Então deduzo que a política e a campanha eliminam o vírus - riu, seguido do rapaz e de mim, logo atrás na fila.
 
O bom humor do senhor, que inspirou não apenas o título desta crônica de hoje, mas a reflexão, acaba abordando algo sério: Os políticos tem que fazer campanha respeitando os protocolos de segurança. Se logo as pessoas públicas derem o mau exemplo, a coisa fica difícil.
 
Fui conferir para ver se procedia. Na verdade, muitas das convenções tiveram protocolos de segurança rigorosos e pouca aglomeração. Alegria, fichas preenchidas, mas tudo de máscaras e cumprimentos com punho fechado.
 
Mas em outras, percebi aglomeração de pessoas, abraços calorosos (necessários, mas, não neste período). Enfim, a política colocada acima dos cuidados.
 
Embora em queda acentuada no número de casos e óbitos no RN, o que é boa notícia, nem a pandemia acabou e nem a vacina foi criada e nos está disponível.
 
Não quero crer que a classe política potiguar pense que angariar votos é mais importante do que preservar a vida das pessoas. Ainda que o presidente da República tenha se portado assim.
 
Fui contra o adiamento das eleições para outro ano, por achar necessário para a democracia que acontecesse em 2020, por ser otimista quanto aos cuidados de políticos e assessores durante a  campanha e dos eleitores na votação.
 
Bem, agora é que os senhores políticos mostrarem que além de querer votos e cadeiras no Legislativo e Executivo, também desejam a saúde da população e a prevenção do contágio de um vírus que, repito, não tem cura.
 
A não ser que os políticos, como insinuou o senhor piadista na padaria, já tenham descoberto a vacina e estão usando só entre eles.
 
O que nem seria improvável.
 
Brincadeira minha. Ou não.