Wellington Duarte

16/03/2020
 
DEVE A UFRN PARAR SUAS ATIVIDADES?
 
 
A UFRN tem uma comunidade de tamanho considerável, pois são 45 mil alunos, 2.350 professores e uns 5.000 servidores técnico-administrativo. Calcula-se que, apenas no Campus Central circulem, por dia, entre 8 mil e 10 mil pessoas, contando-se, nesse caso, a comunidade extra-UFRN.
 
Além desses números, a comunidade da UFRN espalha-se por Caicó, Currais Novos, Macaíba e Santa Cruz. São fatos e números que não merecem ser desconsiderados ao se tomar uma decisão sobre a continuidade das atividades da UFRN, diante da pandemia.
 
Como o RN não está numa redoma e SARS-CoV 2 não pede licença para entrar, parece-se ser necessário que se EVITE um problema que ainda não se manifestou, mas que, pela lógica de uma PANDEMIA, nos atingirá.
 
Com corte de recursos devastadores, a UFRN sangra no seu orçamento e não tem CONDIÇÕES FINANCEIRAS de manter, mesmo num curto prazo, todas as medidas necessárias para tornar todos os recantos da instituição livres do poderoso e novo vírus.
 
Dessa forma, acredito que os gestores devem levar em consideração, de forma responsável, esse cenário e SUSPENDER TODAS AS ATIVIDADES ACADÊMICAS PRESENCIAIS e que se busque FORMAS ALTERNATIVAS de preencher a defasagem que a pandemia deverá pespegar em toda a comunidade.
 
Espero RESPONSABILIDADE PÚBLICA dos gestores da UFRN.