Mãe Luíza vai celebrar 1ª Semana de Artes com ampla programação

02/10/2019


 
“Feito por jovens para jovens” esse é slogan da I Semana de Artes de Mãe Luíza que acontecerá entre os dias 17 e 19 de outubro deste ano. Fruto de um projeto de pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Mídia da UFRN (PPgEM).
 
O evento contará com diversas práticas artísticas, como fotografia, aquarela, ilustrações, fanzines, gestão de mídias sociais, teatro, dança, escrita poética, lettering, apresentações culturais, rodas de conversa e muito mais. Ao todo, serão 12 oficinas, com 100 vagas em cada, e mais de 60 horas de atividades lúdicas e criativas.
 
“Expandir conhecimento. Foi assim, de um pensamento alto no Twitter, que surgiu a I Semana de Artes de Mãe Luíza. A ideia, desde o seu primeiro momento, contou com a colaboração de centenas de pessoas, desde retuítes a disposições para facilitar minicursos ou contribuir com a organização do evento. A arte precisa ser acessível e acredito que essa é a intenção maior do evento”, disse Gunther Guedes, idealizador do projeto “Aos Olhos do Farol”, e estudante de pós-graduação em Estudos da Mídia da UFRN. 
 
As inscrições, voltadas prioritariamente aos moradores do bairro, podem ser realizadas entrando em contato pelo Instagram do projeto @aosolhosdofarol ou com os jovens organizadores da intervenção. Basta encaminhar nome completo, contato e a oficina que deseja participar. 
 
Produto final
 
Ao final de todas as dinâmicas, os participantes poderão apresentar suas construções coletivas sobre o bairro e sobre si, em um grande exercício de autoconhecimento e também do bairro, indo de encontro do estigma de bairro bárbaro e violento.
 
Projeto “Aos Olhos do Farol”
 
O projeto “Aos Olhos do farol” é produto de uma pesquisa, a nível de mestrado, do jovem Gunther Guedes (PPGEM/UFRN), e tem como objetivo facilitar oficinas de fotografia (desde as técnicas mais básicas até os estilos, vivências e práticas) da arte. 
 
O projeto teve início no dia 20 de outubro de 2018 e já teve contribuição de diversos artistas da cidade, entre eles: Humberto Lopes, Ian Rassari, Luana Thayze, Rayane Azevedo, Diana Coelho, Beto Vieira, Mariana Rocha, Sarah Wollermann, Jomar Dantas, Fabrício Cavalcante, Ernani Silveira, Kaline Lucena e muitos outros.
 
Pesquisa de extensão
 
Diante da repercussão da I Semana de Artes de Mãe Luíza, o evento pode se tornar projeto de extensão da própria Universidade Federal do Rio Grande do Norte. A ideia recebida pelos docentes do Departamento de Comunicação da instituição Daniel Meirinho e Ângela Pavan, está em fase de cadastramento. “Será mais um momento para deixarmos um evento fixo no calendário do bairro, oportunizando mais falas e histórias sem interrupções”, destaca Gunther.