Potiguares devem receber R$ 129 milhões das cotas do PIS-Pasep

19/08/2019

Por: Redação PN
Foto: EBC
Responsáveis pela distribuição das cotas do Fundo PIS-Pasep, a Caixa Econômica e o Banco do Brasil devem pagar mais de R$ 129,4 milhões a 89,2 mil beneficiários potiguares em 2019. Os dados são das duas instituições bancárias, que começaram os pagamentos nesta segunda-feira (19).
 
De acordo com a Caixa, o estado tem 74,7 mil beneficiários das cotas do PIS, com direito a receber o montante de R$ 96 milhões. Já o Banco do Brasil deverá pagar R$ 33,4 milhões, referente a 14.520 cotas potiguares.
 
As cotas do PIS-Pasep são uma modalidade diferente do abono salarial – para beneficiários de todas idades e que não precisam se enquadrar nos critérios anteriores como aposentadoria ou doenças graves. Tem cotas do PIS somente quem trabalhou com carteira assinada na iniciativa privada entre 1971 e 1988. Já as cotas do Pasep são detidas por quem trabalhou como servidor público ou militar no mesmo período.
 
De acordo com a Caixa, o estado tem 74,7 mil beneficiários das cotas do PIS, com direito a receber o montante de R$ 96 milhões. Já o Banco do Brasil deverá pagar R$ 33,4 milhões, referente a 14.520 cotas potiguares.
 
As cotas do PIS-Pasep são uma modalidade diferente do abono salarial – para beneficiários de todas idades e que não precisam se enquadrar nos critérios anteriores como aposentadoria ou doenças graves. Tem cotas do PIS somente quem trabalhou com carteira assinada na iniciativa privada entre 1971 e 1988. Já as cotas do Pasep são detidas por quem trabalhou como servidor público ou militar no mesmo período.
 
O valor existente nesse fundo é pago somente uma vez, ou seja, uma vez retirado o dinheiro por quem tem direito, o saldo é zerado. O Fundo PIS-Pasep tem hoje cerca de R$ 22,8 bilhões em depósitos. A Caixa é responsável pelos pagamentos do PIS, e o BB, pelos pagamentos do Pasep.
 
Segundo a Caixa, há 10,4 milhões de trabalhadores com direito ao saque das cotas do PIS em todo o Brasil. O pagamento das contas poderá movimentar até R$ 18,3 bilhões. Já no Banco do Brasil estarão disponíveis para saque R$ 4,5 bilhões pertencentes a 1,522 milhão de cotistas do Pasep.

Fonte: G1