Presidente do Sicoob realiza hoje palestra sobre cooperativismo em Parnamirim

27/03/2019

Por: William Medeiros.
Foto: Divulgação.

Em parceria com o Portal Potiguar Notícias, o Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob), debaterá hoje (27) o tema “Cooperativismo como Fator de Desenvolvimento Local” com empresários e contadores, no município de Parnamirim. 

O encontro será realizado no restaurante Rei do Caldo, localizado na Avenida Prof. Clementino Câmara às 12:00.

 “Nosso objetivo é a perspectiva de garantir um ponto de equilíbrio junto aos empresários de Parnamirim, para trazer para a cidade uma unidade do Sicoob. Pois o nosso sistema é local e o seu resultado fica na comunidade. Para isso estamos buscando parcerias com os empresários parnamirinenses”, disse o Presidente Estadual do Sicoob, Manoel Santa Rosa.

O Presidente ainda explica que uma das vantagens do sistema Sicoob é que opera com juros menores que os dos mercado.

O evento ainda contará com o apoio da Câmara de Dirigentes Lojistas de Parnamirim, representada pelo presidente da instituição, Empresário Bira Marques.

Para mais informações, basta entrar em contato com os números: (84) 99480-9104, (84) 3272-3440.

O Sicoob

O Sicoob é o maior sistema financeiro cooperativo do país com mais de 4,3 milhões de cooperados, 2,8 mil pontos de atendimento, distribuídos em todo Brasil. É composto por cooperativas financeiras e empresas de apoio, que em conjunto oferecem aos cooperados serviços de conta corrente, crédito, investimento, cartões, previdência, consórcio, seguros, cobrança bancária, adquirência de meios eletrônicos de pagamento, dentre outros. Ou seja, tem todos os produtos e serviços bancários, mas não é banco. É uma cooperativa financeira, onde os clientes são os donos e por isso os resultados financeiros são divididos entre os cooperados.

Os depósitos em cooperativas financeiras têm a proteção do Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito (FGCoop). Esse fundo garante os depósitos e os créditos mantidos nas cooperativas singulares de crédito e nos bancos cooperativos em caso de intervenção ou liquidação extrajudicial dessas instituições. Atualmente, o valor limite dessa proteção é o mesmo em vigor para os depositantes dos bancos.