Rio Grande do Norte registra 4GW de eólicas, novo recorde energético

18/02/2019


Foto: Fiern
 
O Estado do Rio Grande do Norte atingiu, nesta quinta-feira,  um novo recorde energético: 4 GW em potência instalada a partir de parques eólicos. A expressiva marca foi alcançada com a entrada em operação comercial dos parques eólicos  São Miguel I e São Miguel III, cada um com 21 MW em potência instalada.  Os dois  parques são de propriedade da COPEL (Companhia Paranaense de Energia)  e estão localizados no município de São Bento do Norte, no litoral potiguar. 
 
Com a entrada em operação dos novos empreendimentos, o RN passa a ter exatos  4.019 GW, a partir de  151 parques eólicos. 
 
A geração de energia por fonte eólica já representa  86% de toda a potência instalada do estado potiguar. A matriz, formada também por termelétricas e fontes fotovoltaicas soma, atualmente, 4,65GW. 
 
Segundo o Diretor Setorial de Energia Eólica do CERNE, Darlan Santos, esse marco é motivo de comemoração não apenas pelo feito, mas também pela reafirmação do estado e da sua vocação para geração de energia eólica. "O Rio Grande do Norte tem aumentado sua capacidade instalada de maneira quase ininterrupta, sendo acompanhado por investimentos importantes nesse período", explica.
 
A nova conquista mantêm o estado como líder absoluto em três quesitos: maior capacidade eólica instalada no Brasil, maior geração de energia por fonte eólica do país e  a maior matriz eólica nacional