Novo Ensino Médio começa a ser implantado nas escolas SESI do RN

21/01/2019

Por: Agência do Rádio Mais
Foto: Reprodução
A Rede SESI de Educação no Rio Grande do Norte vai iniciar o ano letivo de 2019 com duas turmas adaptadas ao Novo Ensino Médio. A mudança prevê aumento da carga horária de estudos, a implementação do ensino integral e a introdução da formação técnica profissional no curriculum dos alunos de ensino médio, entre outras.
 
De acordo com o Ministério da Educação, o Novo Ensino Médio vai proporcionar aos estudantes escolher em quais áreas do conhecimento pretendem seguir, de acordo com o interesse e talento de cada um.
 
A Gerente Executiva de Educação do SESI, no Rio Grande do Norte, Ana Karenine Medina, explica que os estudantes inscritos nas turmas do Novo Ensino Médio vão poder cursar Eletrotécnica ou Redes de Computadores juntamente com os conteúdos comuns da nova metodologia do ensino médio. Além disso, ela lembra que as escolas SESI estão entre as primeiras a implantar o Novo Ensino Médio no estado.
 
“Aqui no Rio Grande do Norte estamos com várias expectativas boas. Somos a escola pioneira no estado a implantar o Novo Ensino Médio. Lançamos um edital no final de dezembro. São 84 vagas, duas turmas, e a partir do dia 15 de janeiro, esses alunos vão fazer as matrículas para poderem iniciar.”
 
A ideia é que mais turmas do Novo Ensino Médio sejam abertas nos próximos anos e que, a metodologia pioneira do SESI, se espalhe pelo Rio Grande do Norte em curto espaço de tempo. A rede SESI conta com oito unidades no estado que oferecem ensino infantil e fundamental, educação de jovens e adultos, ensino médio, educação continuada, saúde e segurança no trabalho, cultura, esporte e lazer para milhares de alunos e trabalhadores da indústria potiguar.
 
O Novo Ensino Médio nas escolas SESI prevê a formação técnica do estudante em parceria com o SENAI e permitirá aos jovens iniciarem a vida profissional mais cedo. Ana Karenine Medina lembra que o curriculum do Novo Ensino Médio nas escolas SESI vai ser integrado por áreas de conhecimento e não mais por disciplinas.
 
“É um divisor de águas para os alunos, em verdade. É quando você vai parar de medir conhecimento de aluno por nota e partir para analisar por conhecimento. Isso está sendo um grande diferencial para a gente. Os professores estão ansiosos para verem na prática como vai ser isso, para receber os alunos e explicarem a proposta do Novo Ensino Médio.”
 
Em 2018, cinco estados do país implantaram, de forma experimental, o Novo Ensino Médio nas escolas do SESI e 222 alunos vão receber diplomas de técnico de Eletrotécnica e do ensino regular logo que se formarem, em 2022.
 
O Novo Ensino Médio prevê que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) fará parte de 60% das matérias estudadas em sala de aula. Os outros 40% do curriculum são flexíveis e optativos. Os estudantes da Rede SESI inscritos nas turmas do Novo Ensino Médio, em 2019, vão poder optar pelas áreas de matemática, ciências da natureza, técnico em mecânica ou de rede de computadores.