Medidas de ajuste fiscal de Fátima são bem recebidas por população e internautas

04/01/2019

Por: Cefas Carvalho
A governadora Fátima Bezerra (PT) foi rápida no tocante a medidas para retirar o Estado do caos financeiro em que s encontra. O Diário Oficial do Estado (DOE) da quinta-feira (3) saiu com publicação de decretos, exonerações, nomeações e outras decisões administrativas que funcionarão como medidas para um ajuste fiscal do Estado do RN.
 
As medidas foram anunciadas dentro do Plano Estadual de Recuperação Fiscal. O ajuste fiscal do governo estadual, logo nesse início de gestão Fátima Bezerra, propõe-se “a construir condições de governabilidade”. Houve o decreto de Estado de Calamidade Financeira;
 
A julgar pela reação nas redes sociais, boa parte dos potiguares concorda com o "arrocho fiscal" defendido por Fátima. Na página oficial dela e nos portais de notícias, a maior parte dos comentários foram elogiosos às medidas ou otimistas.
 
Havia um temor interno no PT de que medidas impopulares logo nos primeiros dias gerassem comentários negativos e uma onda de ataques à governadora nas redes e nos grupos de WhattsApp, o que não aconteceu.
 
Segundo Fátima,  “hoje temos um déficit orçamentário de R$ 2,57 bilhões, sendo R$ 420 milhões em salários, R$ 1,3 bilhão com fornecedores, R$ 120 milhões referentes a consignados descontados dos servidores e não repassados aos bancos, R$  100 milhões de repasses aos outros poderes e R$ 70 milhões de precatórios não pagos em 2018”.