Mestre Zorro lança disco neste sábado e presta homenagem a Luiz Carlos da Vila

27/10/2018


“Filme eterno” é o nome de uma composição em que o Mestre Zorro homenageia o também sambista Luiz Carlos da Vida. É também o nome escolhido para o seu primeiro disco que começou a ser gravado há dois anos com o incentivo da Beju Produções. 
 
Muitos amigos e admiradores se engajaram em campanhas de arrecadação de recursos para este projeto e finalmente está pronto: tem 19 faixas autorais e a participação de muitos cantores e instrumentistas renomados do samba potiguar e também do sambista carioca Gabriel Cavalcante. 
O show de lançamento terá a direção musical de Jubileu Filho (violão) e contará também com Bethoven (flauta), Raphael Almeida (bandolim), Leonardo Galvão (cavaco) e Cicinho, Pizão, Deo e Deyse (percussão).
 
Os ingressos para o lançamento já se esgotaram, mas o disco pode ser adquirido pela plataforma Vakinha ou com a produção do artista.
 
Faixas
A grande chama – Zorro – Por Zorro
Negra armadilha – Zorro – Por Zorro
Açoite – Zorro – Por Zorro e Denise Moreira
Maldito samba – Zorro – Por Zorro e Pedro Neto
Morro da Saudade – Zorro – Por Zorro e Denício Boaventura
Tambor Brasil – Zorro – Por Zorro e Renata Paiva
Filme eterno – Zorro – Por Zorro e Evilásio Galdino
Jura Descumprida – Zorro – Por Zorro e Tiel Azevedo
Negro Navalha – Zorro – Por Zorro e Rico Dias
Brasil de mitos e cantos – Zorro – Por Zorro e Analuh Soares
Predestinado – Zorro – Por Zorro e Ezequias Felix
Ser você em mim – Zorro e Rico Dias – Por Zorro e Denise Moreira
Do setor um a dispersão – Zorro e Pedro Neto – Por Zorro e Gabriel Cavalcante
Coisas de samba – Zorro – Por Zorro e Andiara Freitas - OUÇA
A preta Gorete – Zorro – Por Zorro e Isaque Galvão
Santa ceia – Zorro e Carlos Brito – Por Zorro e Carlos Brito
Overdose de Samba – Zorro – Por Zorro e Dodora Cardoso
Gabriela – Zorro – Por Zorro e Debinha Ramos
Riso Afro – Zorro e Valéria Oliveira – Por Zorro e Valéria Oliveira
 
Sobre o Mestre Zorro
 
Heriberto Pedro da Silva respira samba desde a infância, pois seu pai era ritmista da escola Malandros do samba e a sede onde os ensaios aconteciam era vizinho a sua casa, no bairro das Rocas.
Suas primeiras apresentações artísticas foram na década de 60, ainda adolescente, tocando percussão em diversos grupos de samba de Natal. Na década de 90 começou a compor e apenas há alguns anos começou a cantar.
Seu talento e carisma é reconhecido e respeitado por todos os artistas do meio e isso o levou a trilhar caminhos de defesa ao samba autoral em projetos como o Clube do Samba Potiguar. Suas obras integram o disco de alguns artistas e projetos em Natal e sua importância é citada em diversos documentários sobre a história do samba na cidade. 
 
Serviço
Evento: Lançamento do disco “Filme eterno” do Mestre Zorro
Quando: Sábado, dia 27 de outubro de 2018, às 19h
Local: Auditório do SESC em Natal – Rua Coronel Bezerra, 33, Cidade Alta
Informações: 84 99188-1803.