Brasil

Temer faz pronunciamento, diz que é inocente e que não renuncia à Presidência

Na tarde desta quinta-feira o presidente Temer comunicou que não renuncia, após especulações e em meio à crise deflagrada pela divulgação de gravações e provas de que teria tentado "comprar" silêncio de Eduardo Cunha na cadeia.

Por: Cefas Carvalho
18/05/2017

O presidente Michel Temer anunciou na tarde desta quinta-feira, 18, em pronunciamento, que não renúncia ao cargo de presidente da República.
 
A renúncia era vista como uma possibilidade e chegou a ser divulgada pelo jornalista Ricardo Noblat como uma certeza.
 
Nervoso, Temer falou rapidamente, garantiu que é inocente das acusações e critiocu o STF por não ter acesso às gravações do processo que o envolvem. 
 
Pediu rapidez nas investigações e criticou a maneira "clandestina" com que as gravações foram feitas.
 
A acusação é de que teria dado aval para a "compra" do silêncio do ex-presidente da Cãmara Eduardo Cunha.
 
Se renunciasse, Rodrigo Maia , presidente da Câmara dos Deputados o substituiria como previsto na Constituição, convocando o Congresso para que eleja o novo presidente que governará o país até o final de 2018.