Ronda Rousey cala Bethe Correia em 34 segundos e segue dominando o mundo

02/08/2015


Foto: Divulgação
Não tem jeito: Ronda Rousey ainda é a campeã do UFC. A norte-americana mais uma vez deu espetáculo, levou o público brasileiro ao delírio e precisou de apenas 34 segundos para passar por mais uma desafiante, desta vez a paraibana Bethe Correia. E com direito à nocaute plástico, com a rival estatelada no chão.
 
O combate entre as duas ficou marcado justamente pelo tanto de provocações que Bethe fez para conseguir o desafio ao cinturão. Todos se perguntavam como Ronda reagiria contra um rival que, em nenhum momento, se intimidou diante dela. A resposta definitiva ficou para dentro do octógono, na madrugada de sábado, dia 1°, para domingo, dia 2.
 
"Eu espero que ninguém mais fale da minha família antes da luta. Espero que seja a última luta que fazem isso", disse, em referência às provocações de Bethe que chegaram a atingir o pai de Ronda, que se matou.
 
E uma resposta que veio no melhor jogo da adversária, a luta em pé. "Agora ela não tem mais o que falar das minhas mãos", continuou logo na sequência. 
 
O problema para Ronda é que a categoria já não está mais dando graça para ela. Prova disso é que o combate contra Bethe durou mais que o dobre que suas últimas duas aparições. Com a luta deste domingo, a campeã precisou de exato um minuto e quatro segundos para vencer seus três desafios no UFC. Ou dois minutos e dez segundos para vencer os últimos quatro.
 
Outra prova da dominância de Ronda e da falta de rivais à altura é que agora ela deve ter pela frente Miesha Tate, uma adversária que já foi derrotada duas vezes pela campeã - uma no UFC e uma no extinto Strikeforce.
 
Já Bethe Correia terá que achar uma forma de volta a carreira aos trilhos depois de sofrer sua primeira derrota. A brasileira vinha com um cartel imaculado de nove triunfos em nove aparições, mas viu a invencibilidade ser jogada para muito longe.