Estado Islâmico divulga vídeo de execução de 30 cristãos etíopes

19/04/2015


Foto: Reprodução/AP
O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) divulgou neste domingo (19) um vídeo com imagens de 16 etíopes sendo executados com tiros na cabeça e 12 decapitados, todos eles "acusados" de serem cristãos.
 
A execução por tiros, segundo o vídeo, cuja autenticidade não pôde ser verificada, aconteceu em alguma parte do sudeste da Líbia, região conhecida tradicionalmente pelo nome de Fazan.
 
Os condenados, vestidos de negro, foram baleados na cabeça por seus carrascos, que aparecem todos encapuzados.
 
Um dos assassinos pronunciou antes da execução um discurso em inglês, no qual afirmou que o Estado Islâmico mantém uma batalha entre "a fé e a blasfêmia" e "a verdade e a falsidade".
 
Além das imagens da morte destes 16 supostos cristãos etíopes, o vídeo propagandístico, de 29 minutos, mostra a decapitação de 12 pessoas, vestidas com macacões laranjas, em uma praia.
 
Este tipo de execução lembra um vídeo do EI divulgado em fevereiro, no qual 20 egípcios coptas que tinha sido sequestrados na cidade síria de Sirte também são decapitados.
 
O vídeo atual foi divulgado em vários fóruns da internet e redes sociais.