América vence o Alecrim por 2 a 0 e conquista título do primeiro turno

23/03/2015


Foto: Emanuel Amaral

O América comprovou o favoritismo e conquistou o título da Taça Cidade do Natal, equivalente ao primeiro turno do Campeonato Estadual. A equipe alvirrubra bateu o Alecrim por 2 a 0, com gols de Cascata e Max, um em cada tempo de partida, e com isso já tem vaga garantida na final da competição potiguar, bem como está garantido na Copa do Nordeste e na Copa do Brasil na temporada de 2016. Agora o foco do time de Roberto Fernandes se volta justamente para essas duas competições, uma vez que ele fará os confrontos das quartas de finais do campeonato regional na quarta e no domingo e depois, pela competição nacional, vai enfrentar o Globo.

Para quem entrou no gramado com a missão de vencer a partida para ser campeão, o Alecrim viu a sua condição piorar sensivelmente em apenas três minutos de jogo, tempo que o América, novamente com o esquema bem ofensivo, levou para tramar sua primeira jogada em profundidade, com um lançamento para Thiago Potiguar que entrava livre pelo lado esquerdo. Sem outra alternativa, o goleiro Fabiano abandonou a área na tentativa de impedir o avanço, mas acabou tocando com a mão na bola. A consequência disso foi o cartão vermelho aplicado pelo árbitro Zandick Alves, uma vez que o goleiro era o último homem entre o atacante alvirrubro e o gol.

O novo goleiro esmeraldino, Danilo - que entrou no lugar do meio-campista Bacabal - foi testado logo no primeiro lance que participou e passou com louvor no teste. Primeiro ao defender a falta cobrada por Daniel Costa e depois salvando, no rebote, o chute de Walber a queima roupa.  Esse lance desmontou qualquer pretensão mais audaciosa do Verdão, que na verdade, se entrincheirou na defesa e conseguiu criar algum tipo de perigo apenas em jogadas de bola parada, mas sem maiores complicações, apenas na base da determinação.

No confronto que ficou muito semelhante ao treinamento de ataque contra defesa, o América procurava articular suas jogadas com tranquilidade e até os 23 minutos, criou diversas oportunidades de largar na frente. Depois a equipe diminuiu o ritmo, mas Max aqui e acolá aparecia bem colocado na área para assustar a defensiva alecrinense, concluindo bolas para defesa do goleiro ou então errando o alvo na busca de pegar Danilo no contrapé.

Cascata, que retornava a equipe após dez dias fora de combate se tratando de uma lesão reincidente na coxa esquerda, andou meio sumido da partida até que aos 38 minutos, piscou a luz do genialidade para ele. O camisa dez recebeu a bola pela esquerda, se livrou do marcador e acertou um chutaço, no ângulo do gol defendido por Danilo, que dessa vez não teve como evitar o pior. Com 1 a 0 no placar e a ampliação da vantagem, o alvirrubro foi para o intervalo com uma mão na taça e os alecrinenses ainda acreditando em um milagre, para conquistar o título da Taça Cidade do Natal.

Com a boa vantagem conquistada e o calendário apontando compromissos pela Copa do Nordeste e também pela Copa do Brasil dentro dos próximos dez dias, o treinador Roberto Fernandes tratou de tirar Cascata no intervalo com intenção de poupar seu principal jogador para os jogos contra o Vitória-BA e Globo, respectivamente.

O que se viu na etapa complementar foi um time procurando tocar a bola, que forçou apenas nos minutos iniciais para ampliar a vantagem e matar a partida contra o Alecrim. Mas as pretensões voltaram a esbarrar na excelente atuação do goleiro Danilo, que voltou a fazer belas defesas tirando uma bola dos pés de Thiago Potiguar e, na sequência do lance, salvando um chute de Emerson.

Os jogadores alecrinenses buscavam a superação, mas o adversário trabalhava a posse de bola e fazia o tempo passar, esperando apenas a melhor oportunidade para tentar furar o bloqueio montado pela equipe esmeraldina. Ainda assim Arez conseguiu um bom chute da entrada da área, obrigando Busatto a fazer boa defesa. Depois Emerson também obrigou ele a trabalhar outra vez, com um chute de dentro da área, que o goleiro salvou com os pés.

O “nocaute” do adversário veio em uma sequência de acontecimentos, primeiro a contusão de lateral Diego Maia, que não teve mais condições de continuar em campo e como Anthony Santoro já havia mexido três vezes, o Alecrim ficou reduzido a nove jogadores. Logo depois surgiu o lance do segundo gol alvirrubro, quando Julinho cruzou e Max subiu solto para meter a testa na bola e tirar do alcance do melhor homem dos esmeraldinos em campo, fazendo 2 a 0.

Ficha técnica:

Alecrim: Fabiano, Olávio (Dieguinho), Gleidson, Emerson e Diego Maia; Arez, Bacabal (Danilo), Piúba e Diógenes (Fernandes); Quirino e Yguinho. Técnico Anthonni Santoro

América: Busatto, Walber, Boaventura, Zé Antônio e Julinho; Judson, Daniel Costa (Régis) e Cascata (Emerson), Maguinho, Max e Thiago Potiguar (Matheus). Técnico: Roberto Fernandes.

Árbitro: Zandick Alves Júnior
Gols: Cascata/AME (38’/1ºT) e Max/AME (42’/2ºT)
Público: 6.554 torcedores
Renda: R$ 150.610,00
Local: Arena das Dunas

Fonte: Tribuna do Norte