Evandro Borges

08/11/2019
O Governo Fátima Bezerra na atração dos investimentos industriais
 
O Governo Fátima Bezerra fez ações que demonstra muita capacidade, primeiramente, a manutenção do diálogo com os servidores públicos, de forma permanente, com todas as categorias, diante os atrasados deixados pelo Governo Robinson Farias, quatro folhas de pagamento, mesmo não conseguindo saldar as dívidas com todos os problemas que trazem para o servidor, mas, dez meses contínuos vem mantendo os pagamentos em dia, com a crise e arrecadação do que é possível consiste em um trabalho grandioso.
 
Outro aspecto foi a isenção nos tributos do querosene dos aviões, bem conduzidos, em perspectivas que de fato aumentou a chegada de aviões em diversos horários no Aeroporto Internacional em São Gonçalo, possibilitando o incremento do turismo receptivo que o Rio Grande do Norte está preparado com uma vasta rede hoteleira e de pousadas, assegurando a empregabilidade em momento de crise, em Natal, Pipa, Gostoso, Touros e em outras localidades.
 
Agora foi a vez em São Paulo no escritório da Confederação Nacional da Indústria a Governadora, senadores e a equipe capitaneada pelo Secretário de Estado Jaime Calado mostrar as potencialidades do Rio Grande do Norte para o investimento e desenvolvimento industrial, denominado “RN invest” inclusive, com apresentação  dos principais mercados potiguar, dando ênfase na mineração, da pesca, energias renováveis, confecções e frutas, contando com a articulação da FIERN através do seu Presidente, Amaro Sales.
 
O secretário de Desenvolvimento Econômico, e ex-Prefeito de São Gonçalo do Amarante explanou sobre a importância de uma política fundada no diálogo, dando ênfase a criação de Câmaras setoriais, a realização de feiras regionais de negócios com periodicidade de três meses e a conectividade com os Municípios, e o Secretário da Tributação, Carlos Eduardo Xavier falou sobre a modernização de incentivos fiscais.
 
Foram apresentados casos de sucesso de empresas situados no Estado, com um painel intitulado “por que investir no Rio Grande do Norte”, a cargo de Luís Barcelos, pela Agrícola Famosa, considerada a maior empresa produtora de melões, Pedro Lima, diretor-presidente do grupo três corações, o Presidente do grupo Coteminas, Marcelo Alecrim do Conselho de Administração da ALE.  
 
Uma iniciativa como esta do Estado do Rio Grande do Norte, aconteceu no passado, somente, no primeiro governo de Garibaldi Filho em outras condições, portanto, a esperança de um governo novo, articulado, com capacidade de diálogo e com iniciativa, com respeito e credibilidade pode alavancar processos de desenvolvimento, contando ainda, com uma série de medidas de ajuste fiscal e austeridade, sem descurar da dignidade humana, com ética, moralidade e trilhando com segurança jurídica. 
 
O que aconteceu em São Paulo na presença de um público de empresários, que foram ao local do evento, detentores de capacidades de investimento, é digno de nota e de se ressaltar, trabalhado com muitas mãos, na reconstrução do Estado, articulando suas potencialidades para os investimentos dentro do contexto potiguar, com o propósito de se buscar crescimento econômico e com justiça social.