Claudino Leite

29/10/2019
PARE E REFLITA...
 
“Os céus proclamam a Glória de Deus e o firmamento anuncia as obras de suas mãos (Salmo 19:1).
 
MEDITAÇÃO E CONCLUSÃO
 
O escritor da coluna é um homem comum em dúvidas existenciais pela chegada da terceira idade, tempo suficiente para uma alma cansada. Avessa a badalações e isolada das confrarias por decreto de si mesmo. As oscilações de comportamento indicam o sentimento natural do medo, não do destino, pela fé em Deus. Sei que sou um mau rabiscador para jogar subterfúgios e eufeminismo no lixo em nome da confiança dos meus poucos leitores,  os quais acompanham meu teclar semanal desta coluna. As tristezas da vida me fez crer em Deus, o verdadeiro Senhor de todas as sentenças, abrigo dos humildes. A mão poderosa que salva o afo gado, iguala classes sociais, além de não discriminar as pessoas. É o Criador,deste portentoso universo, que permite a perpetuação civilizatória, no berro do bebê que nasce até o corpo se tornar inerte e a ciência declarar o fim. Com Deus, dialogo sem intermediários, por isso sou uma criatura feliz e gratificada pelo raiar da aurora, pelo dom da vida e o segredo do viver. Mesmo que a borrasca e as intempéries da vida queiram me sufocar estou ancorado pelo Supremo Pastor, quando Ele me diz: “Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo: a tua vara e o teu cajado me consolam” (Salmo 23:4).
 
REFORMA PROTESTANTE
 
Quinta-feira, dia 31 de outubro é comemorado por evangélicos de todo o mundo o dia da Reforma Protestante. Em 1517, um dia antes da festa católica de “Todos os Santos”, o monge agostiniano Martinho Lutero pregou publicamente suas 95 teses, na porta da Catedral de Wittenberg (Alemanha). Seu apelo era por uma mudança nas práticas da Igreja Católica, por isso o nome “Reforma”. A iniciativa teve consequências por toda a Europa, dividiu reinos, gerou protestos e mortes. E mudou para sempre a Igreja. Para alguns, Lutero destruiu a unidade do que era considerada “a” igreja, era um monge renegado que desejava apenas destru ir os fundamentos da vida monástica. Para outros, é um grande herói, que restaurou a pregação do evangelho puro de Jesus e da Bíblia, o reformador de uma igreja corrupta. O fato é que ele mudou o curso da história ao desafiar o poder do papado e do império, e possibilitou que o povo tivesse acesso à Bíblia em sua própria língua. A principal doutrina de Lutero era contra o pagame nto de penitências e indulgências aos lideres religiosos. Ele enfatizava que a salvação é pela graça, não por obras.
 
DELIS ORTIZ
 
Jornalista da rede Globo de Televisão, evangélica e membro da Igreja Presbiteriana de Brasília (DF),  encarregada de fazer a cobertura jornalística do Palácio do Planalto foi designada pela emissora para acompanhar o presidente da República, Jair Bolsonaro, em sua viajem à Ásia e ao Oriente Médio. Antes da viajem presidencial Ortiz presenteou o chefe da Nação, com o exemplar da Bíblia Sagrada.
 
SOCIEDADE BÍBLICA
 
O Brasil tem o Português como idioma oficial, mas não é a única língua falada no país. Há 250 línguas faladas, sendo que muitas delas são indígenas, de imigração, de fronteiras e ainda a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), falada por deficientes auditivos. A Sociedade Bíblia do Brasil (SBB) tem se empenhado para oferecer a Bíblia Sagrada para todas as línguas, para que a Pal avra de Deus alcance todos os povos.
 
EXPO CRISTÃ
 
Durante a 15ª Expo Cristã, realizada de 17 e 20 de outubro último, em São Paulo (SP), a SBB mostrou 10 exemplares de livros bíblicos ou coleções que foram editados em algumas línguas faladas no Brasil. Continue lendo após o banner. Entre elas temos a língua Wajãpi, que faz parte da família linguística tupi-guarani  falada por povos indígenas do nort e da América do Sul. No Brasil, há menos de 1.000 pessoas que falam esta língua. Também estavam expostos os livros de Rute e Jonas, que foram editados na língua Kaingang, falada por mais de 30 mil pessoas no Brasil, são indígenas que vivem em vários estados como Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e também em São Paulo.
 
TELEPESQUISA
 
Já em circulação a revista Telepesquisa a 222ª edição da revista Telepesquisa que tem como destaque na capa uma matéria sobre crianças especiais e escolas inclusas. A publicação trimestral em policromia e papel couchê com tiragem de 10 mil exemplares, circulando nos estados do Rio Grande do Norte e Paraíba, está marcado há 25 anos, dos quais 13 deles com conteúdo e edição sob a responsabilidade da jornalista Tarcyla Costa da Versátil Soluções em Comunicação. A revista não é comercializada, a distribuição é feita nas empresas credenciadas,feiras e eventos. Um belo trabalho.
 
FÉ E LOUVOR
 
São rotinas na vida do apresentador Marcos Mion, segundo relato dele próprio nas redes sociais. Com uma reflexão sobre a importância de glorificar ao Pai, ele incentivou as pessoas que o seguem a perseverarem. Com um vídeo no Instagram, o apresentador da Record TV destacou que sua iniciativa não vinha carregada com a autoridade de um sacerdote, mas sim da experiência de sua jornada de fé: “Eu não sou pastor, não sou padre, não sou nem o Kanye West, mas eu gosto de um Sunday Service”, disse Mion sobre o compromisso de ir à igreja aos domingos, fazendo referência ao movimento iniciado pelo rapper americano que pode ser traduzido como “culto dominical”.
 
REVISTA ISTO É
 
Em uma implacável reportagem sobre a família Bolsonaro, a revista Isto É, aponta uma “uma assombrosa malha de práticas criminosas”. A revista também cita uma “poderosa rede de milicianos digitais”, bem como lua de mel e carro blindado de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) pagos com dinheiro público. Em uma dura reportagem acerca dos bastidores da presidência da República, a revista IstoÉ afirma ter descoberto uma “uma assombrosa malha de práticas criminosas que já levaram no Brasil, legal e legitimamente, à abertura de processos de impeachment do mais alto mandatário da Na&ccedil ;ão”. Assinada pelo jornalista Germano Oliveira, matéria também aponta uma a “manutenção de uma poderosa rede de milicianos digitais operados diretamente pelo Planalto, promíscuo fato que joga na marginalidade a República brasileira, transformando-a em republiqueta de fundo de quintal”. “Ou, melhor: fazendo da República uma associação criminosa de milicianos”, diz o texto.
 
FERIADOS PROLONGADOS
 
Programe suas viagens para o Ano Novo que se aproxima! Em 2020, teremos pelo menos seis feriados prolongados, para tristeza dos patrões e alegria do comércio em cidades turísticas – e de quem viaja também. Dos 12 feriados nacionais, seis cairão numa segunda ou numa sexta-feira. Também haverá nove datas comemorativas, com possibilidade de emendar o fim de semana, porque outros dois feriados caem numa terça ou quinta-feira. Feriados nacionais: Dia da Fraternidade Univer sal: 1º de janeiro (quarta-feira); Carnaval: 24 a 26 de fevereiro (segunda a quarta-feira); Sexta-feira Santa: 10 de abril (sexta-feira); Páscoa: 12 de abril (domingo); Tiradentes: 21 de abril (terça-feira);Dia do Trabalho: 1º de maio (sexta-feira); Corpus Christi: 11 de junho (quinta-feira); Independência do Brasil: 7 de setembro (segunda-feira); Dia de Nossa Senhora Aparecida: 12 de outubro (segunda-feira); Finados: 2 de novembro (segunda-feira); Proclamação da República: 15 de novembro (domingo); e Natal: 25 de dezembro (sexta-feira).
 
CONTA DE LUZ
 
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou que as contas de luz vão ter bandeira tarifária vermelha patamar 1 em novembro. Com isso, a taxa extra nas tarifas será de R$ 4,169 a cada 100 quilowatts/hora consumidos (kWh). Em outubro, vigorou a bandeira amarela, com taxa de R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos.
 
PRÊMIO DE JORNALISMO
 
Encerram-se quinta-feira, 31, as inscrições para o Prêmio Sistema Fecomércio de Jornalismo. Os jornalistas, fotógrafos, ilustradores e estudantes de Comunicação, que desejarem participar do certame devem publicar as matérias e fotos, abrangentes ao tema: “Como o Sistema Fecomércio contribui para o desenvolvimento social e econômico do Rio Grande do Norte”, em Veículos de comunicação sediados no Estado. O premio é relativo a Edição Especial 2019, será em comemoração aos 70 anos de fundação da instituição.
 
CONCORRENTES
 
São sete categorias para concorrer ao prêmio: Jornalismo Impresso, Telejornalismo, Radiojornalismo, Fotojornalismo, Jornalismo Online, Ilustração e Estudante. Os primeiros lugares de cada categoria serão premiados com R$ 5 mil reais, e os segundos lugares com R$ 2.500. O estudante vencedor ganhará R$ 3 mil reais.Entre todos os ganhadores de cada categoria, haverá a disputa do vencedor geral, somando mais um prêmio de R$ 3 mil reais.
 
REMESSA DOS TRABALHOS
 
Os trabalhos devem ser encaminhados ao e-mail: premiojornalismo@fecomerciorn.com.br, constando no  
e-mail de inscrição o nome do autor ou autores; CPF, número do registro profissional de jornalista, radialista ou ilustrador; endereço completo, telefone; e-mail para contato  e categoria que deseja concorrer, além da comprovação de veiculação ou publicação do trabalho produzido. Os participantes poderão se inscrever em uma categoria, com no máximo, dois trabalhos. Para as inscrições de trabalhos com mais de um autor, deverá ser indicado, obrigatoriamente, o autor principal. Se a matéria/ilustração/foto não tiver assinatura ou pseudônimo, a autoria de ve ser atestada em declaração por escrito da direção do veículo no qual a reportagem foi publicada. O estudante de Comunicação Social (jornalismo, radialismo ou design/desenho), deve substituir o número do registro profissional pelo número de matricula e encaminhar o atestado/declaração da instituição de ensino superior.
 
ANÁLISE
 
As publicações serão analisadas por representantes dos setores de Comunicação da Fecomércio, deste Estado, Sesc RN, Senac RN, do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RN, além das instituições UFRN, UNP e UERN. Acesse o regulamento do prêmio: http://fecomerciorn.com.br/premio.
 
GIRO PELO TWITTER...
 
...Pastor Silas Malafaia – Irônico, radical e contundente, o reverendo da Assem leia de Deus Vitória em Cristo, no Rio de Janeiro, profetiza que o deputados que romperam com Bolsonaro “nunca mais” serão eleitos. Ufa!;
 
...Banco do Brasil – O clima esquentou no Banco do Brasil antes do fim do expediente de sexta-feira, 23 de outubro último. Os funcionários foram surpreendidos pela declaração do presidente da instituição, Rubem Novaes, de que a privatização do banco será inevitável;
G-1 – O desastre ambiental no litoral nordestino causado pela chegada de óleo em várias praias da região causa cancelamento de reservas em hotéis, segundo a Associação Brasileira de Indústria de Hotéis em Pernambuco; e
 
...Alecrim – A prefeitura de Natal promoveu quarta-feira, 23 de outubro, um dia festivo na Praça Gentil Ferreira, comemorando os 70 anos de fundação do populoso bairroPARE E REFLITA...
 
“Os céus proclamam a Glória de Deus e o firmamento anuncia as obras de suas mãos (Salmo 19:1).