Daniel Costa

25/10/2019
 
FLAMENGO SÉRIE C
 
Os torcedores do Flamengo, com justa razão, estão em êxtase após a vitória do seu time sobre o Grêmio, que conferiu à equipe o passaporte para a decisão da Taça Libertadores. Para quem gosta de futebol foi luminoso ver o Maracanã transbordando de alegria.  
 
Quando se trata da qualidade do jogo apresentado, entretanto, a coisa muda de figura. Não há muito a ser comemorado. O Flamengo é um  time "A" para o padrão do futebol desenvolvido na América do Sul; o que não significa muita coisa em termos de nível internacional.  Inexiste régua de comparação entre ele e os principais plantéis europeus. Dizer que o clube da Gávea poderia atuar de igual para igual com equipes como Barcelona, Liverpool ou Juventus, é um esforço de imaginação.
 
Caso jogasse na liga inglesa, italiana ou espanhola, a esquadra de Jorge Jesus brigaria no último quadrante da tabela. Basta ver que a sua base é formada por jogadores em final de carreira, sem espaço nos times europeus de médio escalão, e por atletas desprovidos de qualidade para atuar nos gramados do Santiago Bernabéu.
 
É uma constatação que vale para todos os times e atletas que estão no Brasil. Aqui só permanece o refugo. O lado "B" do soccer. Trata-se de uma decorrência natural de um ambiente dominado pelo poder financeiro. Quem tem mais dinheiro fica com os melhores jogadores e ponto final. Qualquer jovem promessa, que tenha conseguido alcançar pálido destaque nas categorias de base, é logo enfiado dentro de um avião da Air France. 
 
A verdade sem roupa é que, em se tratando do futebol jogado no país, faz tempo que não se veem equipes de elevado padrão, tais como o São Paulo de Raí ou o Palmeiras de Roberto Carlos, capazes de bater de frente com os principais times do globo, exatamente porque continham em seus plantéis alguns dos melhores jogadores do mundo.
 
O torcedor rubro-negro está de barriga cheia e deve mesmo comemorar. Mas todo o seu entusiasmo não é suficiente para esconder a realidade de que o Flamengo é um clube da série C do futebol mundial.