Ananda Carvalho

10/10/2019
 
Temos que valorizar o Cinema Nacional
 
Infelizmente o cinema nacional ainda é extremamente desvalorizado. Sempre estou reparando em como as pessoas falam que filme brasileiro é só piada, ou que filme bom só "de fora", e isso é um verdadeiro absurdo.
 
As pessoas aparentemente veem um ou outro filme de comédia brasileiro na TV, e acha que isso define todo cenário cinematográfico nacional. Obviamente muita gente conhece e valoriza o cinema Brasileiro, mas precisa ser ainda mais valorizado e investido. 
 
Veremos alguns filmes nacionais consagradíssimos, como Auto da Compadecida, filme de 2000, na minha opinião uma das melhores comédias já feitas, premiado em vários festivais, incluindo 4 prêmios e uma indicação a melhor filme no Grande Prêmio de Cinema Brasil; Cidade de Deus, um dos filmes mais premiados e mais aclamados internacionalmente, concorrendo a 4 categorias do Oscar; Brasil se destaca também em animações, a maioria aclamada e concorrendo aos maiores prêmios, como O menino e o mundo, Uma história de amor e fúria, Até que a Sbórnia nos separe, As aventuras do avião vermelho; Um dos filmes nacionais mais aclamados, com certeza, é Central do Brasil, chegando a concorrer a dois Oscars com uma atuação mais que marcante de Fernanda Montenegro; Que horas que ela volta?, um dos filmes brasileiros mais comentando e aclamados dos últimos anos; Além de outros como: Lisbela e o Prisioneiro, Bicho de 7 cabeças, Tatuagem, Amarelo Manga, Febre do Rato, O Palhaço, entre muitos outros.
 
Não teria como colocar todos os filmes bons aqui, senão esse texto seria um livro, mas caso você queira conhecer mais sobre, além desses filmes citados acimas, sugiro muito que pesquise e veja cada vez mais, o Brasil é uma verdadeira caixa de talentos.