Claudino Leite

07/01/2019
A gente morre e tudo fica aí
 
Por: Claudino Leite
 
AGENTE MORRE e fica tudo aí, os planos são e as tarefas de casa, as dívidas com o banco,as parcelas do carro novo que a gente comprou pra ter status. A GENTE MORRE sem sequer guardar as comidas na geladeira, tudo apodrece, a roupa fica no varal. A GENTE MORRE, se dissolve e some toda a importância que pensávamos que tínhamos, a vida continua, as pessoas superam e seguem suas rotinas normalmente.
 
A GENTE MORRE e todos os grandes problemas que achávamos que tínhamos se transformam em um imenso vazio, não existem problemas. Os problemas moram dentro de nós.  As coisas têm a energia que colocamos nelas e exercem em nós a influência que permitimos. A GENTE MORRE e o mundo continua caótico, como se a nossa presença ou ausência não fizesse a menor diferença. Na verdade, não faz. Somos pequenos, porém, prepotentes. Vivemos nos esquecendo de que a morte anda sempre à espreita. 
 
A GENTE MORRE, pois é. É bem assim: Piscou, morreu.O cachorro é doado e se apega aos novos donos. Os viúvos se casam novamente, fazem sexo, andam de
mãos dadas e vão ao cinema. A GENTE MORRE e somos rapidamente substituídos no cargo que ocupávamos na empresa. As coisas que sequer emprestávamos são doadas, algumas jogadas fora. Quando menos se espera, A GENTE MORRE. Aliás, quem espera morrer? Se a gente esperasse pela morte, talvez a gente vivesse melhor. Talvez a gente colocasse nossa melhor roupa hoje, fizesse amor hoje, talvez a gente comesse a sobremesa antes do almoço.
 
Talvez a gente esperasse menos dos outros, se a gente esperasse pela morte, talvez a gente perdoasse mais, risse mais, saísse a tarde para ver o mar, talvez a gente quisesse mais tempo e menos dinheiro. Quem sabe, a gente entendesse que não vale a pena se entristecer com as coisas banais, ouvisse mais música e dançasse mesmo sem saber. O tempo voa.  A partir do momento que a gente nasce, começa a viagem veloz com destino ao fim - e ainda há aqueles que vivem com pressa!  Sem se dar o presente de reparar que cada dia a mais é um dia a menos, porque  A GENTE MORRE o tempo todo, aos poucos e um pouco mais a cada segundo que passa.  O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO COM O POUCO TEMPO QUE TE RESTA? 
 
CREDIBILIDADE
 
É fundamental dos que exercem posição de comando. É oportuno repassar as lições que se aprende na universidade da vida através dos provérbios populares, tipo: - Em boca fechada não entra mosca. Ou: - Quem muito fala, muito erra. Ou então, naquela expressão muito ouvida em filmes policiais: - Você tem o direito de ficar calado. Tudo o que você disser poderá e será usado contra você. Jamais um investigador dirá o contrário. Tipo: - Você tem o direito de falar. Tudo o que você disser poderá e será usado a seu favor. Há pessoas que têm o dever, têm a obrigação de zelarem pela sua credibilidade. Cada vez que abrirem a boca. Essas pessoas não podem, portanto, falarem a cada momento. Notadamente, em instantes de deslumbramento latente, precisam aprender a se controlar os momentos de falar, visto que é importantíssimo, vital, que compreendam o quanto é importante para os demais, a força e a firmeza de sua credibilidade. Essa observação é tão importante que merece lermos um capítulo significativo no livro do Antigo Testamento  - o Eclesiastes: Veja como começa o seu capítulo terceiro: - Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus. Em seguida, enumera várias das situações que não podem ser contínuas, nem corriqueiras, nem permanentes; e, quando  chega na situação número 23, coloca - "Tempo para calar e tempo para falar"
.
LEI DE DIRETRIZES E BASES
 
O presidente Jair Bolsonaro (PSL) sancionou uma alteração na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional que passa a permitir ao aluno faltar a uma aula ou
deixar de fazer uma prova no dia em que sua religião não permitir. A lei foi publicada na edição de sexta-feira ,4 de janeiro, no Diário Oficial da União. Segundo o texto, assinado por Bolsonaro e pelo ministro da Justiça, o ex-juiz federal Sergio Moro, o estudante de qualquer nível - infantil, fundamental, médio e superior- terá direito a “alternativas à aplicação de provas e à frequência a aulas realizadas em dia de guarda religiosa”.
 
CIDADÃO PAUFERRENSE
 
O pastor Alfredo Luiz de Melo, supervisor do campo eclesiástico a Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Assú, recebeu na quarta-feira, dia 02 de janeiro último, o título de cidadão Pauferrense. O reverendo pentecostal recebeu a comenda das mãos do seu genro o vereador Hugo Alexandre, atual presidente da Câmara Municipal de
Pau dos Ferros. Nosso aplauso e esse grande líder da Terra dos Poetas.
 
 
RECEPÇÃO
 
A governadora do Estado, Fátima Bezerra recebeu sábado, dia 22 de dezembro, uma calorosa recepção na Nova Palmeira (PB), sua terra Natal, pela brilhante vitória
conquistada nas urnas nas eleições de outubro passado. A informação é dos meus amigos de Natal, Raldeir Amaral e
Joaquim Albuquerque, que prestigiaram a visita da governadora potiguar.
 
IMPOSTO DE RENDA
 
O governo federal estuda a possibilidade de redução do Imposto de Renda (IR), mas não há prazo para o anúncio da medida. Segundo o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, a redução do IR será precedida de um equilíbrio fiscal no Brasil. “Depois de feito o equilíbrio fiscal no Brasil, vamos trabalhar [para reduzir o IR]. Só não sei prever quando, e cabe ao professor Paulo Guedes fazer essas definições”, disse o ministro, na tarde de hoje (4), no Palácio do Planalto.
 
JB FARÁ HISTÓRIA
 
O presidente Jair Bolsonaro fará História, reduzindo a alíquota do imposto de renda de 27,5% para 25%, revertendo a lógica de todos os antecessores que só pensavam naquilo: aumento de tributos.
 
FATURA MILIONÁRIA
 
Entre janeiro e novembro de 2018, os cartões corporativos do governo federal fizeram despesas superiores R$40,6 milhões. Eles gastam, a gente paga. O governo Bolsonaro ainda não fala em acabar a farra.