Claudino Leite

09/04/2018

PARA E REFLITA

“A mais bonita lágrima é a da suadade, pois ela nasce dos risos que já foram, dos sonhos que não acabam e das lembranças que jamais apagam” (Maria do Socorro de Azevedo Borba, professora da UFRN).

JORNALISMO, MINHA PAIXÃO!

Cheguei a conclusão que o jornalismo é uma das minhas paixões. Por intermédio dele me realizei profissionalmente. Conheci e convivi com autoridades, além de pessoas mais diversas possíveis, buscando sempre um relacionamento harmonioso e fraterno entre o jornalismo e a fonte. Jamais fui subserviente e intruso. Procurei primar pelo traço predominante da informação e o compromisso com à ética, com respeito e a verdade para transmitir a veracidade dos fatos à sociedade, ouvindo sempre os dois lados farejando a notícia. Nestes 34 anos ininterruptos de repórter nunca fui as barras dos tribunais, por notícias falsas ou macular a honra das pessoas consciente do cumprimento do dever. Gratificante para este mau rabiscador! Por isso, parabenizo aos meus leais colegas de trabalho, deste bravo Portal de Notícias, além de outros profissionais que militam com carinho e dedicação na área da comunicação, que sábado dia 7 de abril, festejaram – o Dia do Jornalista – dizendo: “Não há jornalismo sem liberdade de expressão”, segundo o meu ex-professor, jornalista Woden Madruga, uma das estrelas do jornalismo na Tribuna do Norte.

OPERAÇÃO CANAÃ

Na cidade de Varginha, a 313 quilômetros de Belo Horizonte (MG), a Polícia Federal e o Ministério Público deflagraram a operação “Canaã - A Colheita Final”. A investigação apurou que uma organização liderada por líderes religiosos traficavam pessoas que eram levadas para atuar em trabalho escravo, estelionato, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. Esses líderes pertenciam a uma seita que mantinha atividades nos estados de Minas Gerais, Bahia e São Paulo.Trabalhadores foram resgatados em condições análogas à escravidão. O Grupo Especial de Fiscalização Móvel do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), participou da investigação, apontando que os responsáveis pela seita religiosa se aliaram a membros de uma igreja em São Paulo (capital), e usaram doutrinas que exploravam o psicológico das pessoas, e assim convenciam os fiéis a doarem seus móveis e imóveis alegando que passariam a viver em comunidades. As doações desses bens iriam para as associações controladas pela seita. Aqueles que obedeceram aos líderes foram levados para as zonas rurais e urbanas dos respectivos estados, onde eram submetidos a longas jornadas de trabalho sem nenhuma remuneração, atuando em lavouras e estabelecimentos comerciais. Dados da operação apontaram que cerca de 565 pessoas trabalhavam em condição ilegal, 438 não tinham registro em carteira de trabalho e 32 eram adolescentes. Os líderes conseguiram acumular um grande patrimônio, conquistando casas, fazendas e veículos de luxo. Os bens foram adquiridos por meio de patrimônios entregues pelos fiéis, e também pelo trabalho escravo que eles prestavam em lavouras, estabelecimentos comerciais dos mais variados tipos. A organização estava expandindo seus negócios para o estado do Tocantins em exploração ilegal. As investigações sobre a organização religiosa começaram em 2011. A deflagração atual representa a terceira fase da Operação, com 22 líderes da seita em prisão preventiva, podendo cumprir penas de até 42 anos de cárcere, se forem condenados. O nome da Operação “Canaã” é uma referência bíblica à terra prometida por Deus aos hebreus.

PR MALAFAIA É INOCENTADO

O pastor evangélico, Silas Malafaia, líder da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, no Rio de Janeiro (RJ), que nos últimos meses foi alvo de denúncias ao ser investigado pela Operação Timóteo, teve uma boa notícia no início desta semana. Segundo uma nota, publicada pelo jornalista Lauro Jardim, de jornal O Globo, o advogado que é investigado pela operação, afirmou nas negociações da delação que ele doou ao pastor Silas Malafaia, o valor de R$ 100 mil reais como uma oferta, confirmando o que Malafaia tem dito desde que quando passou a ser acusado de ter recebido propina ou feito lavagem de dinheiro. Na época, a maioria esmagadora da imprensa fez questão de afirmar que o pastor era “bandido”, no entanto, após a confirmação de sua inocência, a mídia não tem feito a mesma divulgação.

VALADÃO NOS ESTADOS UNIDOS

Terminou a semana passada na cidade de Belo Horizonte (MG) o Congresso de Adoração, Intercessão e Missão do ministério Diante do Trono, na Igreja Batista da Lagoinha. A líder do ministério, Ana Paula Valadão, anunciou que morará de vez nos Estados Unidos, e comandará uma filial da Igreja Batista da Lagoinha. Seguindo os passos de seu irmão André, que já comanda a Igreja Batista da Lagoinha em Orlando, Ana Paula Valadão irá liderar, junto com seu

esposo, pastor Gustavo Bessa, a Lagoinha Miami. Ana Paula convidou os refugiados, brasileiros e estrangeiros a estarem com eles em breve na filial da Igreja Batista da Lagoinha em solo americano. O propósito da IBL é expandir pelo país inteiro e também para outros países filiais de sua igreja, com sede em Belo Horizonte. O congresso 2018 do Diante do Trono está sendo comemorativo aos 20 anos do ministério que começou em 1998.

ZÉ DIAS

O colunista parabeniza ao nobre e honrado deputado estadual Zé Dias (PSDB), o qual tem representado com dignidade o povo do Rio Grande do Norte, que sábado 7 de abril último, amanheceu de idade nova.

BODAS DE ARGILA

Meus cumprimentos ao pastor e escritor, Elinaldo Renovato de Lima, líder da Igreja Assembleia de Deus em Parnamirim (ADPAR) e sua amada, professora Íris de Castro Lima, que no dia 6 de abril passado, festejaram “Bodas de Argila”, ou seja, 52 anos de uma abençoada união matrimonial.

NOVA LEI

Os cartórios de registro civil do país poderão emitir documentos de identificação, como passaporte e carteira de trabalho, alterar informações em certidões de nascimento, além de permitir que os pais escolham a naturalidade do filho de acordo com o local de nascimento ou com a cidade onde a família reside. As mudanças vieram com a Lei nº 13.484/17, sancionada, recentemente, que transformou os cartórios de registro civil em ofícios da cidadania. Segundo o presidente da Associação dos Notários e Registradores de São Paulo (Anoreg/SP), Leonardo Munari, com a medida os órgão públicos podem aproveitar da capilaridade dos cartórios, além de tornar a emissão de documentos mais acessível à população. “Os governos, seja federal, estaduais ou municipais, só tendem a ganhar porque podem economizar com mão de obra, procedimentos internos e utilizar dessa capilaridade dos cartórios”, disse. Hoje, o Brasil conta com quase 14 mil cartórios.

A COPA DO MUNDO

Em junho, faltando menos de 70 dias, começa a Copa do Mundo na Rússia, o mundo inteiro (são 32 países na disputa) e seus múltiplos sotaques de olhos e ouvidos voltados para a terra do continente asiático. Porém, em outubro ocorre uma outra copa desenhada de incertezas. Me refiro as eleições presidenciais no Brasil e os estados da Federação onde se presume também fortes emoções e gols de banheira, comuns no mundo da política.

FUTEBOL

Dando uma lida na coluna de Tostão, na Folha de São Paulo, antes da sessão do STF cercada de suspense. Ressalto o que disse o ex-craque da seleção brasileira, sem aparte, acerca do futebol brasileiro. “Futebol que se joga no Brasil é um futebol de carências e exageros. É tudo ou nada. Não sei o que é pior, a carência, a pouca qualidade técnica, ou o exagero, ou o oba-oba. O futebol verde-amarelo vive tais situações.

EXPOSIÇÃO

O Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte (IHGRN) exibe em sua sede na Rua da Conceição, Cidade Alta, a primeira exposição de minérios do Estado Rio Grande do Norte, denominada “Um Gabinete de Curiosidades”, a primeira do gênero, nos 116 anos de existência do nosso IHGRN. Palmas para a mais antiga Casa da Memória potiguar!

CULTURA

Neste início de abril completou 50 anos, que era instalado em Natal, o Egrégio Conselho Estadual de Cultura do Estado. A sessão de instalação foi presidida pelo Secretário de Educação e Cultura, Jarbas Bezerra, médio e professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal (UFRN). Era no governo de Monsenhor Walfredo Gurgel. O atual presidente é o médico Yaperi Araújo, também professor da UFRN.

CINEMA

A vida de Samuel Wainer, dono de o jornal “Ultima Hora”, figura lendária da política e do jornalismo brasileiros, vai virar longa-metragem. O filme começa a ser gravado em junho vindouro, com roteiro e direção Dário Menezes, que trabalhou ao lado de Wainer nos anos 70, quando o empresário voltou do exílio.