Wellington Duarte

02/04/2018
O abaixo-assinado, feito por mais de 300 procuradores e juízes do Judiciário, atacando diretamente o STF pelo julgamento do Habeas Corpus pedido pelos advogados do ex-presidente Lula, revela o baixo grau em que o Judiciário da Terra Brazilis chegou.
 
Um ativismo desregrado por gente contaminada pelos frasistas de porta de rodoviária, pelos palhaços da Farsa a Jato e pela escumalha que bombardeia infâmias através dos meios de comunicação.
 
Esses 300 (na verdade mais de 300 ) membros do Judiciário, que DEVERIAM ser pessoas equilibradas e defensoras do Estado de Direito, se transformaram em ajudantes de ordem dos boquirrotos da Farsa a Jato e agora, de forma descarada, atacam o STF, que também não é um mar de honestidade, mas que ainda é uma referência como a "mais alta magistratura" do país (sic).
 
O comportamento miliciano desse povo mostra o FRACASSO das políticas de reforço do Estado republicano, feita fundamentalmente no governo Lula, hoje um perseguido político que gerou um espaço dominado por "concurseiros" de baixa qualificação e palco para os reacionários togados de sempre, agora animados a expor seus venenos autoritários.
 
Essa turba, que se vale de sua posição na hierarquia do aparelho de Estado, que está apodrecido exatamente pela omissão do Judiciário, pode também ser acusada de corrupta, pois corrompem de forma clara os alicerces já apodrecidos da República.
 
Não podemos e não devemos mais tolerar que essa "Santa Aliança" se arvore como "protetora" de um Estado sem ter nenhuma representação política e que aja como tutores de toda uma sociedade, quando os exemplos de dentro mostram a podridão instalada nesse espaço pútrido.